[RESENHA #671] A CIDADE PERDIDA DO DEUS MACACO - DOUGLAS PRESTON


Sinopse: Bem-vindo à selva impenetrável de Mosquitia, nordeste de Honduras. Este é o lugar onde o escritor e jornalista Douglas Preston se aventurou ao lado de uma equipe de cientistas para investigar um dos últimos mistérios do nosso tempo: a famosa Cidade Branca, ou Cidade do Deus Macaco, cuja existência o conquistador espanhol Hernán Cortès anunciou no século XVI, mas desde então ninguém foi capaz de localizá-la.

Maldições ancestrais, onças e cobras mortais, parasitas devoradores de carne e embates científicos... Esta história real, digna dos filmes de Indiana Jones e repleta de lições sobre a mais importante descoberta arqueológica deste início de século XXI, reconfigura o que pensávamos saber sobre as civilizações pré-hispânicas, numa época em que a globalização e o aquecimento global ameaçam condenar nosso mundo ao trágico destino dessa cidade misteriosamente desaparecida. 

Resenha: Publicado em 2019 pela Editora Vestígio, A Cidade Perdida do Deus Macaco é um livro de não-ficção e aqui ficamos por dentro de uma grande descoberta arqueológica, na verdade, talvez uma das mais importantes descobertas no campo da arqueologia nos tempos modernos e tudo isso começou ainda que de forma embrionária quando o jornalista e escritor Douglas Preston foi designado pela National Geographic no ano de 1996 para realizar e elaborar uma matéria sobre o local. 

Apenas no ano de 2015, quase vinte anos depois que Douglas na companhia de  um grupo formado por cientistas decidiu se aventurar pelo nordeste de Honduras, especificamente na temível e impenetrável selva de La Mosquitia. Foi nesse lugar que o grupo decidiu investigar um grande mistério, a existência  ou não da Cidade do Deus Macaco ou Cidade Branca, cidade essa que foi supostamente descoberta e anunciada séculos atrás pelo famoso conquistador espanhol Hernán Cortés.

"Nas profundezas de Honduras, numa região chamada La Mosquitia, encontram-se alguns dos últimos lugares inexplorados da Terra. Mosquitia é uma área vasta, sem lei, que cobre cerca de 51.500 quilômetros quadrados, uma terra de florestas tropicais, pântanos, lagoas, rios e montanhas [...]" p. 9

A dúvida sobre a existência desse local pairava no ar, pois ninguém foi capaz de localizar a tal cidade que era dada como um mito. A lenda sobre a Cidade Branca perdurou por quase 500 anos e durante esse período diversas expedições foram realizadas, muitos exploradores com a ajuda de guias locais tentaram desbravar essa floresta perigosa que está envolta de animais selvagens e mortais como onças e cobras altamente venenosas, mas que também conta com nativos que davam proteção ao local por medo de maldições de séculos passados. 
Opinião: Eu particularmente gosto muito de livros de história e curto muito livros ligados a história de povos antigos e mitos do nosso continente. É ainda mais interessante e surpreendente quando algo considerado mito ou lenda vem à tona e torna-se algo real e é justamente isso que acontece em A Cidade Perdida do Deus Macaco, pois após vários séculos um local que não passava de uma lenda e cercado de mistérios é descoberto em pleno 2015. A Cidade Perdida do Deus Macaco é um livro instigante e envolvente, fiquei completamente imerso na leitura, gostei da narrativa, dos detalhes apresentados pelo autor e também das fotos/imagens tiradas do local descoberto, pois enriqueceu ainda mais o livro e pesquisa de campo realizada pelo Douglas Preston e sua equipe. 

Outros fatos relevantes que devemos considerar é que em tempos de modernização e inúmeros avanços tecnológicos o quanto a Cidade Branca ficou oculta, sem contar os inúmeros desmatamentos ou desflorestamentos que ocorrem nesses tempos que poderiam ser motivos de descoberta da cidade de forma indireta. Cabe ressaltar a insistência e persistência de Douglas, bem como da sua equipe que mesmo diante das dificuldades estavam decididos a encontrar o local. 
A Cidade Perdida do Deus Macaco foi um livro que me surpreendeu positivamente, é um livro bem detalhado e que conta com uma certa dose de aventura por causa do perigo e desconhecimento da região. Douglas está de parabéns por apresentar um livro que conta com uma linguagem simples e de fácil compreensão o autor nos leva a conhecer um mundo até então inexplorado. Recomendo a leitura para todos que gostam de arqueologia, aventura e história do nosso continente.
Sobre o Autor: Douglas Preston nasceu em 1956 em Cambridge, no Massachusetts, e graduou-se no colégio de Pomona, na Califórnia. É autor de diversos tecnothrillers e romances de horror juntamente com Lincoln Child . Preston começou a sua carreira literária no Museu Americano de História Natural de Nova Iorque e, para além das suas colaborações com Child, escreveu várias obras de ficção e não ficção a solo, quase todas lidando com o sudoeste americano. Escreve regularmente para algumas revistas, como a Smithsonian, a The Atlantic Monthly e a The New Yorker.

Ficha Técnica:
Título: A Cidade Perdida do Deus Macaco
Autor: Douglas Preston
Tradução: Cristina Antunes
Editora: Vestígio
Páginas: 352
Ano: 2019
ISBN: 9788554126087
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

11 Comentários

  1. Esse livro é muito fascinante, pois o autor conta o que aconteceu com ele e com os outros nessa expedição, é uma história de aventura, quem gosta desse gênero vai gostar muito, eu particularmente gosto de histórias assim. A história faz a gente se aventurar também, ótima a indicação de livro abraços.

    ResponderExcluir
  2. Caramba que livro incrível. Eu também amo livros relacionados à esse universo pois tornasse mais "palpável" e concreto todos os bilhões de ano de existência desse planeta.
    Eu ainda não conhecia, mas já quero ler!

    ResponderExcluir

  3. Eu ainda não conhecia o título e o autor, mas parece ser um livro bem interessante. Apesar de não curtir muito aventura, gosto e sou bem interessada em histórias sobre povos antigos, ainda mais quando são verídicas :)

    ResponderExcluir
  4. Oi,tudo bem ?

    Nossa, confesso que não conhecia o livro, mas agora que conheci a proposta da obra achei está uma ótima indicação de leitura. Gostei bastante da resenha completa e sincera, ajuda bastante .

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Eu adorei a resenha 👏 a história é bem interessante, não conhecia o trabalho do autor. Fiquei bem curiosa, quero muito ler 😉

    ResponderExcluir
  6. Adorei o seu post, achei super completo você destacar a sua visão, a sinopse, falar um pouco do autor, ... Parabéns. Não conhecia o livro e deu vontade de ler

    ResponderExcluir
  7. Não é o tipo de livro que costumo ler, mas a história me interessou bastante! O autor fez um ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Não conhecia esse livro, mas como também adoro obras com esse fundo de história, tenho certeza que seria um livro que iria me fascinar completamente. Fico feliz que é um livro com uma escrita simples e com um toque de aventura, esses são pontos muito importantes em uma narrativa. Adorei a sua resenha, me deixou querendo mais!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. gosto muito de historia também!
    me pareceu uma leitura incrivel, fiquei com vontade!!!

    ResponderExcluir
  10. Olá , ainda não conhecia o trabalho do Douglas Preston , fiquei super curiosa com o livro , após ler sua resenha.

    ResponderExcluir
  11. Existem alguns livros de aventura que são interessantes. Depende de quão aventureiro eu gosto de montanhas, no mar, o livro deve ser cativante.

    ResponderExcluir