[RESENHA #673] ALGO SINISTRO VEM POR AÍ - RAY BRADBURY

Sinopse: Relançamento com capa nova do clássico de um dos mestres da ficção científica e do horror. Um parque de diversões itinerante chega a uma pacata cidade do meio-oeste dos Estados Unidos. No entanto, sob tendas e luzes coloridas esconde-se algo ameaçador: um paraíso infernal. Envoltos pelas intrigantes atrações, os espectadores passam por transformações assustadoras que poderão mudar suas vidas de maneira diabólica. Ávidos por aventura, os amigos de infância Jim Nightshade e William Halloway mergulham nesse curioso circo de horrores para descobrir o que há por trás das atrações. Após se depararem com uma caravana do mal, a dupla tem de desvendar o pesado custo dos desejos... e a fábrica dos seus piores pesadelos. 

Resenha: Ray Bradbury é um dos grandes nomes da literatura norte-americana e atuou como romancista e contista com ênfase nos gêneros literários da ficção científica e fantástica. É difícil falar desse autor que escreveu tantos livros magníficos, pois normalmente ele não explora um tema central em suas histórias, mas diversos temas e em "Algo sinistro vem por aí" não é diferente, aliás, esse livro recebeu uma nova e linda edição por meio da editora Betrand Brasil (Grupo Editorial Record).

Aqui acompanhamos a história de James Nightshade e William Halloway, amigos, vizinhos e garotos sedentos por aventuras e que brincam constantemente pela cidade que moram. Eles também vivem visitando Charles Halloway, o pai de Will que é zelador na biblioteca local. Os amigos possuem uma ligação forte, mas também há diversas coincidências em suas vidas. Suas mães eram amigas, ficaram grávidas na mesma época e foram para o hospital no mesmo dia para ganhar seus filhos. Jim (James) nasceu no dia 30 de outubro, aproximadamente um minuto antes da meia-noite e Will nasceu no dia 31, apenas um minuto após a meia-noite.

Os garotos possuem 13 anos e faltando apenas uma semana para os garotos completarem 14 anos, não imaginam a grande aventura que irão vivenciar, pois é justamente nessa semana que chega na pacata cidade do meio-oeste um parque de diversões itinerante. O mais estranho de tudo é que ele chega as três hora da manhã e os amigos acordam nessa mesma hora.

Após a chegada do parque, os moradores da cidade imaginavam que seria mais um dos muitos parques itinerantes e que não teria nada de novo. Mas para a surpresa de todos, esse parque acabou envolvendo as pessoas e algumas delas foram até consideradas "atrações", o que acabou mexendo com a vaidade de todos. Como uma das atrações, o Labirinto de Espelhos revela imagens aterrorizantes aos que nele se aventuram. O parque também conta com um carrossel que tem o poder de avançar ou voltar no tempo, alterando a idade das pessoas que participam dele.

Nesse circo ou parque itinerante há diversas aberrações e entre elas estão o Anão, o Esqueleto, a Bruxa do Pó, a Cigana do Tarô, o Senhor Elétrico - no entanto, nenhuma dessas aberrações é páreo para o Senhor Dark, um homem totalmente ilustrado por tatuagens que parecem emanar vida. Duas pessoas são profundamente atraídas pelo parque, Jim e Charles ficam obcecados com o carrossel, enquanto o primeiro quer ficar mais velho, o zelador deseja voltar a ser jovem. A vida de todos na cidade é completamente mudada e isso inclui os nossos jovens Jim e Will.
Opinião: Falar de Ray Bradbury é "chover no molhado" e a sua fama o precede. Aqui o autor utiliza de elementos do terror psicológico e da ficção fantástica, me lembrando por exemplo alguns livros do Stephen King. Algo sinistro vem por aí pode ser interpretado como uma alegoria para os leitores adultos, pois nos faz refletir sobre os nossos medos, escolhas, comportamento e desejos mais profundos que temos, esse último fica claro no parque, pois ele oferece aquilo que é mais desejado.

Bradbury também nos leva a refletir sobre quais escolhas faríamos no lugar dos protagonistas, pois é inevitável ler esse livro e não pensar em cada fase que passamos por nossas vidas desde a infância até a fase adulta, que é importante viver tudo, pois os momentos na vida são únicos. Outro tema que está muito presente no livro é o arrependimento, pois ele leva à tentação, leva as pessoas ao parque que concede "desejos", arrependimento esse que gera o desejo nas pessoas de algo diferente na vida, a desejar uma mudança que nem sempre será benéfica.

É bem legal acompanhar a amizade entre os garotos, é algo puro e verdadeiro, eles quase não se desgrudam. Mas essa amizade sobre um abalo com a chegada do parque, pois ainda que queiram fazer tudo juntos, existe por parte de um deles a necessidade de uma certa independência para fazer o que quiser e essa mudança serve como uma analogia, pois o autor retrata o crescimento e amadurecimento, pois nem tudo na vida é feito de brincadeiras. Em suma, Algo Sinistro Vem Por Aí é um livro envolvente, divertido, reflexivo, rico em referências e citações.
Sobre o Autor: Ray Douglas Bradbury (Waukegan, 22 de agosto de 1920) é um escritor de contos de ficção-científica norte-americano de ascendência sueca. Foi o terceiro filho de Leonard e Esther Bradbury, por causa do trabalho de seu pai (Técnico em instalação de linhas telefônicas), viajou por muitas cidades dos EUA, até que em 1934 sua família fixou residência em Los Angeles, Califórnia.


Ficha técnica:
Título: Algo sinistro vem por aí
Autor: Ray Bradbury
Tradução: Jorge Luiz Calife
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 266
Ano: 2019
ISBN: 9788528624069
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

8 Comentários

  1. Sempre vejo esse livro nas publicidades do instagram e facebook, mas não tinha lido nenhuma resenha dele. Me surpreendeu!! Anotei para comprar!!

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
  2. Lendo sua resenha, lembrei da temporada de American Horror Story onde se passou em um circo. Esse livro deve estar terrível de assustador e gostei demais também quando disse que o autor nos leva a refletir sobre quais escolhas faríamos no lugar dos protagonistas. Deve ter sido uma leitura e tanto.

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem?
    Bom, eu fiquei muito animada com a sinopse e com a tua resenha. Quando tu falou da Stephen King, fiquei meio suspeita sobre esse livro daí. Acredita que o primeiro livro do Stephen que estou lendo é O Iluminado e ainda não consegui terminar? Adora a trama psicológica, mas a narrativa é algo que está me incomodando demais. Mas, não vem ao caso agora... Eu nunca li nada do Ray e esse parece ser um ótimo livro para começar, sim? Adorei toda a história! Enquanto estava lendo tua resenha, já fiquei naquela "O que eu escolheria, afinal?" hahaha enfim.. adorei a resenha e acrescentei o livro a minha lista.

    Abraço|| Johany Medeiros
    www.utopiavk.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Impossível começar a leitura da sinopse e não familiarizar um pouco do horror da história com os livros do Stephen King.
    A premissa é um tanto diferente, mas gostei que o autor conseguiu abordar essa questão do amadurecimento em meio a aventura dos meninos.

    www.pactoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Eu comprei esse livro.. To esperando chegar.
    Acho muito bacana essa vibe de parque mal assombrado, é bem coisa de dia das bruxas, por isso que me chama atenção.

    ResponderExcluir
  6. Gostei que mistura elementos do terror psicológico e ficção fantástica. Amo livros que faz a gente pensar o que faria no lugar do personagem. Já quero ler esse livro

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Ainda não conhecia esse livro, mas já fiquei mega animada por saber que ele traz um terror psicológico associado a uma ficção científica, que são duas coisas que simplesmente amo. Todos esses temas abordados me deixam bem curiosa e me fazem querer começar a ler agora mesmo. Dica anotada!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Não sou muito chegada em livros de terror, mas gostei desse, porque tu disse que ele nos faz refletir sobre as nossas questões pessoais, e isso é sempre muito bom. Beijos

    ResponderExcluir