[RESENHA #674] COLEÇÃO FOLHA PINTORES PARA CRIANÇAS - VOL. 28: MANET


Sinopse: Com textos leves e divertidos, e ricamente ilustrados, as crianças terão contato com as produções dos grandes mestres, do renascentismo à arte moderna, como Da Vinci, Renoir, Van Gogh e Picasso. A arte brasileira também é contemplada por grandes nomes, como Tarsila do Amaral e Candido Portinari. Ao fim de cada volume, há atividades de desenho para que as crianças se expressem com linhas, formas e cores, além de uma série de jogos que desafiam o leitor. Sendo assim, esta coleção não só estimula o imaginário e a criatividade dos pequenos, mas também apresenta a vida e a obra de grandes pintores de maneira didática e lúdica.

Resenha: Foi no meio de mais uma brincadeira de Laura e Lucas que despertou a vontade de pintar do nosso pequeno e talentoso Lucas e Laura já sabia que eles iriam viajar no tempo rumo ao conhecimento do mundo das artes. Naquele dia foram parar no ano de 1867, quando Édouard Manet pintava seu quadro "As Bolhas de Sabão", que teve como modelo seu filho Léon Leenhoff.


Manet nasceu em Paris, no dia 23 de janeiro de 1832 e seus pais, com boas condições financeiras, desejavam que seu filho se tornasse um advogado, mas o pequeno Édouard não tinha gosto para nada a não ser a pintura.

Seus pais perceberam logo que Manet jamais terminaria seus estudos e por isso, quando ele completou dezesseis anos, inscreveram-no na Escola Naval, mas mesmo assim, Édouard não conseguiu passar nos exames e acabou como ajudante no navio-escola com destino ao Rio de Janeiro na Baia de Guanabara.


Aos dezoito anos começou a ter aulas com o mestre Thomas Couture e em 1856, fez as malas e foi conhecer artistas e novas técnicas em outros países. Em Viena conheceu a obra de Velázquez, o que o levou a pintar o quadro O Cantor Espanhol, seu primeiro trabalho aceito no Salão de Paris.  

Desde então, Manet teve coragem de se dedicar integralmente aos seus quadros únicos e ousados, como Almoço na Relva, que não foi aceito no Salão de Paris, e foi muito criticado pela ousadia de se colocar uma mulher nua ao lado de dois homens vestidos enquanto conversavam em uma relva.

Aos trinta e cinco anos, Manet realizou a sua primeira exposição individual por iniciativa própria e mesmo assim, seu enorme talento não foi aplaudido. Mas em 1868, seu quadro O Toureiro Morto foi homenageado com uma medalha de prata numa exposição em Le Havre e alguns anos depois vendeu para um único comprador vinte e duas telas. Em 30 de abril de 1883, Manet faleceu em Paris, e deixou seu legado como um pioneiro do impressionismo.


Bom, Laura e Lucas aprenderam muito sobre pintura nessa linda viagem e agora  é hora de voltarem para casa. Mas pode deixar que logo, logo, eles voltam com mais curiosidades do mundo da pintura.


Sobre a edição: A Coleção Folha Pintores para Crianças é formada por 30 volumes semanais no formato 24x18,5, capa dura, com miolo em papel Couché e totalmente ilustrado e com algumas reproduções de cada artista por volume. A lombada no final da coleção forma uma ilustração de Laura e Lucas, os "hosts" de toda essa viagem artística. Também, no final de cada volume, existem atividades lúdicas para a criançada se divertir com o artista referenciado. Realmente, uma coleção que vale cada centavo.

Ficha Técnica:
Título: Coleção Folha Pintores para Crianças
Artista: Manet
Autora: Isabel Zambujal
Ilustrações: Sebastià Cabot
Editora: Folha de São Paulo
Páginas: 32
Ano: 2019
ISBN: 9788581934433
Onde Comprar: Coleções Folha

Postar um comentário

0 Comentários