[RESENHA #703] A CORRENTE - ADRIAN MCKINTY


Sinopse: Vítima. Sobrevivente. Sequestrador. Criminoso. Você vai se tornar cada um deles. O dia começa como qualquer outro. Rachel Klein deixa no ponto de ônibus a filha de 13 anos, Kylie, e segue sua rotina. Mas o telefonema de um número desconhecido muda tudo. Do outro lado, uma voz de mulher avisa que Kylie está no banco de trás de seu carro, e que Rachel só verá a filha de novo se pagar um resgate ― e sequestrar outra criança. Assim como Rachel, a mulher no telefone é mãe, também teve o filho sequestrado e, se Rachel não fizer exatamente o que ela manda, o menino morre, e Kylie também. Agora Rachel faz parte da Corrente, um esquema aterrorizante que transforma os pais das vítimas em criminosos ― e, ao mesmo tempo, deixa alguém muito rico. A Corrente é implacável, apavorante e totalmente anônima. As regras são simples: entregar o valor exigido, escolher outra vítima e cometer um ato abominável do qual, apenas vinte e quatro horas antes, você se julgaria incapaz. Rachel é uma mulher comum, mas, nos dias que se seguem, será levada a extremos que ultrapassam todos os limites do aceitável. Ela será obrigada a fazer escolhas morais inconcebíveis e executar ordens terríveis. Os cérebros por trás da Corrente sabem que os pais farão qualquer coisa pelos filhos. Mas o que eles não sabem é que talvez tenham se deparado com uma oponente à altura. Rachel é inteligente, determinada e... uma sobrevivente. 

Resenha: Publicado pela Editora Record em setembro de 2019, "A Corrente" foi escrito por Adrian McKinty e aqui conhecemos a história de Rachel Klein, uma mulher que jamais poderia imaginar que estava prestes a viver um grande pesadelo. Quando acordou numa quinta-feira, Rachel prepara para a sua rotina diária, ela deixa a sua filha Kylie, de 13 anos, no ponto de ônibus, pois a garota vai para a escola. Rachel segue para uma consulta na sua oncologista, tendo em vista que a mesma ligou antecipando a consulta após os resultados dos últimos exames semestrais.

"Era para ser uma consulta de rotina com a oncologista. O exame semestral para ver se está tudo bem e se o câncer de mama ainda está em remissão. Rachel disse a Kylie que ela não precisava se preocupar, pois estava se sentindo ótima e certamente estaria tudo sob controle." p. 14.

Os últimos anos na vida de Rachel não foram fáceis, ela precisou lidar com a separação, enfrentou uma cirurgia na mama, passou por radio e quimioterapia. Aos poucos as coisas estavam voltando ao normal e sua vida começava a ficar equilibrada. O câncer entrou em remissão e seus cabelos voltaram a crescer, Rachel conseguiu um emprego como professora, mas essa quinta-feira iria virar o seu mundo para baixo, pois ela recebe uma ligação de um número desconhecido e uma mulher informa que sequestrou a sua filha e o seu filho também foi sequestrado, mas para Rachel ter a sua filha de volta, ela deveria seguir todos os pedidos à risca, incluindo pagar uma boa quantia em dinheiro.

"Ainda está escuro lá fora, mas talvez um pouco mais claro a leste. Kylie não consegue dormir. Não dormiu nada desde que conseguiu botar a mão na chave inglesa." p. 147.

Rachel fica completamente perdida, mas também perplexa com toda a situação, pois ela se vê envolvida por um esquema, a chamada Corrente. Para que a sua filha seja libertada, Rachel além de pagar o resgate, precisa também sequestrar outra criança, algo exigido por essa organização criminosa, ou seja, esse é um ciclo interminável. O grande problema é que, se Rachel não realizar o pagamento e não cumprir o objetivo de sequestrar outra criança, a sua filha vai morrer. Desolada e extremamente perdida, Rachel consegue uma ajuda valiosa para tentar seguir os rastros da Corrente e por um fim nesse grande pesadelo.


Opinião: A Corrente é um livro de rápida leitura, é envolvente, é brutal e desperta a curiosidade no leitor sobre o desenrolar da trama. Esse é o meu primeiro contato com a escrita do Adrian McKinty e posso dizer tranquilamente que ele me conquistou, o enredo é bem construído e a sua escrita é fluída, mas o autor pecou um pouquinho no desfecho da trama, pois achei um tanto quanto simples, mas isso é uma opinião bem pessoal. Um aspecto bem interessante na trama é a desconstrução do ser humano, isso ocorre devido aos inúmeros sequestros e pessoas envolvidas, mas também ao aspecto da sobrevivência que fala mais alto, demonstrando o aspecto de interesses individualistas e egoístas do ser humano.

É interessante acompanhar o sistema da Corrente e o quanto esse macanismo é realista, o quanto ele consegue envolver pessoas diversas, mas sobretudo prosperar e se manter ativo longe do alcance e olhos das autoridades, pois passa a sensação de impunidade e isso é extremamente assustador, tendo em vista que tal mecanismo é plausível e possível de acontecer na vida real. Eu particularmente gostei muito do livro, é um thriller de muitas qualidades e indico "A Corrente" para quem gosta do gênero, pois certamente você vai ficar envolvido nessa leitura.


Sobre o Autor: Adrian McKinty nasceu e cresceu em Carrickfergus, na Irlanda do Norte. Estudou filosofia na Universidade de Oxford com bolsa integral e emigrou para os Estados Unidos. Publicou dezenas de suspenses premiados com o Edgar Award, o Ned Kelly Award e o Anthony Award. Seus livros foram traduzidos para mais de vinte idiomas. Escreve crítica literária para o Sydney Morning Herald, o Irish Times e o Guardian. Mora em Nova York com a mulher e duas filhas.

Ficha técnica:
Título: A Corrente
Autor: Adrian McKinty
Tradução: Clóvis Marques
Editora: Record
Páginas: 378
Ano: 2019

ISBN: 9788501117656
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Olá! Como você disse realmente a gente fica curioso pra saber como se desenrola esta trama. Não consigo nem imaginar no que esta mulher fez para sair desta situação. Desestabilizar o outro para se salvar é algo muito cruel!

    Uma bela trama!

    ResponderExcluir
  2. Estou muito curioso pra ler esse livro desde quando ele foi anunciado pela editora Record, simplesmente por amar thrillers envolventes! Assim que eu ler te falo sobre

    ResponderExcluir