[RESENHA #705] CONTÁGIO - DAVID KOEPP


Sinopse: Em 1987, o agente do Pentágono, Roberto Diaz, é enviado a uma pequena comunidade no deserto australiano para investigar o surgimento de uma nova espécie de fungo que adoeceu todos que entraram em contato com ele. Porém, ao chegar no local, descobre algo bem pior: o organismo modifica o próprio DNA a uma velocidade impressionante e pode exterminar a vida na Terra em poucos dias. Com a ajuda de sua parceira, Diaz consegue conter a ameaça. Um único espécime do fungo, no entanto, é capturado e levado a uma base militar americana para ser isolado a centenas de metros debaixo da terra. Décadas depois, a mesma base é vendida para uma empresa privada e, com o aumento da temperatura do planeta, o fungo consegue se libertar de sua quarentena. A princípio, os dois vigias do lugar ― Travis “Teacake” Meacham, um ex-presidiário tentando reorganizar sua vida, e Naomi Williams, uma mãe solteira ― não fazem ideia de como estão perto do perigo. E agora o único que pode ajudá-los é o aposentado agente Diaz. O trio, então, tem apenas uma noite para salvar o mundo de um terrível destino. Mas, tendo apenas a sorte e a coragem como armas, eles serão capazes de impedir o contágio? É nesta obra repleta de ação que David Koepp, roteirista internacionalmente reconhecido e vencedor do Oscar, faz sua estreia no mundo da literatura. Com humor e uma extraordinária capacidade de retratar experiências humanas, Contágio une ficção científica e personagens autênticos para apresentar o que Koepp faz de melhor: contar uma história inesquecível. 

Resenha: Thriller e Ficção Científica são dois gêneros que eu gosto muito, mas ficção científica está no meu top-3 e, quando se fala no subgênero da ficção científica chamada apocalíptica ou pós-apocalíptica rapidamente eu fico super interessado, seja filmes ou livros. A bem da verdade é que esse subgênero da ficção científica demanda muita imaginação, mas principalmente equilíbrio para levar ao leitor uma estória bem elaborada e instigante. Em "Contágio" David Koepp nos apresenta um thriller com elementos de ficção científica representado por um fungo espacial que ameaça dizimar toda e qualquer espécie de vida que habita em nosso planeta Terra.

"Depois de queimarem as roupas, terem raspado a cabeça e se esfregado até sangrar, Roberto Diaz e Trini Romano foram autorizados a voltar ao país. Mesmo assim, eles não se sentiam totalmente limpos, apenas que haviam feito tudo o que podiam, e o resto estava nas mãos do destino." p. 11

Tudo começa no ano de 1987, quando Roberto Diaz e Trini Romano, dois agentes do Pentágono responsáveis por lidar com ameaças biológicas são enviados para uma aldeia no interior da Austrália na companhia da Dra. Hero Martins. Nesse local há partes da estação espacial Skylab que no ano de 1979 ao reentrar na atmosfera desmanchou-se e desde então as peças estavam intactas, não havia interação do ser humano e em um cilindro havia um fungo que até então estava hibernado.

Ao chegar no local, o trio descobre uma terrível ameaça para a humanidade, o fungo está ativo e esse organismo vivo consegue modificar o próprio DNA para se adaptar ao meio ambiente, mas também a qualquer tipo de composto presente no planeta Terra e essa facilidade de adaptação é algo extremamente perigoso, pois o fungo pode eliminar qualquer tipo de vida presente no planeta, ele deve ser imediatamente isolado e posto em quarentena, o problema é que praticamente nenhuma agência governamental quer estudar e lidar com essa grande ameaça. Diante disso, o fungo é isolado no subterrâneo de uma base militar para que fique longe de todos.

Algumas décadas depois, o local onde serviu de base militar foi vendido para uma empresa privada que aproveitou o lugar para servir de depósito, onde os civis podem alugar determinadas áreas ou cômodos para guardar seus pertences, sejam esses valiosos financeiramente ou emocionalmente. Contudo, após cerca de 30 anos inerte e em total isolamento, o fungo começa a ganhar vida e agir, pois o planeta está aquecendo, durante essas décadas a Terra sofreu mudanças e o fungo que não consegue agir muito bem no frio, agora tem o calor como seu aliado.


Após escapar da quarentena, o fungo começa agir nos recônditos do que outrora fora uma base militar e as primeiras pessoas que se deparam com esse fungo mortal são os vigias Travis "Teacake" Meacham, um ex-presidiário que tenta entrar nos trilhos e arrumar a sua vida, e Naomi Williams, uma mãe solteira que divide o seu tempo entre o trabalho, cuidar da filha e estudar. Travis e Naomi precisam lidar com essa ameaça iminente, mas para isso, eles contam com a ajuda de um velho soldado (agente), Roberto Diaz. O problema é que o trio tem apenas uma noite para conter o fungo e salvar a terra de um destino cruel e terrível.

"Teacake e Naomi haviam chegado ao final da escada, e porra, como era bom colocar os pés em terra firme de novo. A lanterna no bolso dele esteve o tempo todo voltada para cima, e fazia tempo que Teacake havia se acomodado em uma espécie de transe, com o corpo se movendo mecanicamente [...]" p. 140.

Opinião: Contágio é o primeiro livro escrito pelo roteirista David Koepp e posso dizer com tranquilidade que David me surpreendeu positivamente. Ele consegue mesclar suspense, ficção científica e humor muito bem, e digo isso, pois durante a leitura tem diversos momentos cômicos e sarcásticos, mas também há diversos momentos de suspense e no que tange ao campo da ficção científica, há explicações plausíveis que corroboram com a ameaça terrível que o fungo apresenta para todo e qualquer tipo de vida presente na terra. É interessante acompanhar a mutação do fungo, o quanto ele é capaz e também rápido para se adaptar diante das adversidades e obstáculos presente nesse mundo totalmente novo que encontra.

Os personagens elaborados por David Koepp são carismáticos e únicos, cada um com personalidade e comportamento próprios que os diferem. Roberto, Travis e Naomi são simpáticos e conquistaram a minha atenção, em diversos momentos eu ficava torcendo para que tudo desse certo para eles. É muito legal acompanhar a interação entre Roberto e Trini, mas principalmente entre Travis e Naomi, esses dois são completamente diferentes entre si e por isso se complementam, enquanto Travis é mais bruto e desajeitado nos atos e palavras, Naomi é uma mulher super inteligente e observadora, ela pensa antes de agir.

Contágio é uma leitura divertida, envolvente e por vezes violenta, esse último detalhe não é um problema para mim, pelo contrário, pois está representando o comportamento do ser humano. Contágio é um livro bem visual, digo isso pelo simples fato do enredo conter diversos detalhes e David torna tudo muito real, seja o frio ou medo que os personagens precisam enfrentar, seja a alta velocidade de um carro ou todas as transformações ocasionadas pelo temido fungo. Contágio é um livro acima da média e se for levar em conta que é o primeiro livro do autor, podemos então dizer que ficou incrível. Super recomendo essa leitura!!

Sobre o autor: David Koepp é roteirista de cinema. Escreveu Jurassic Park, Homem-Aranha, Missão: Impossível e Indiana Jones e o reino da caveira de cristal, entre diversos outros sucessos. Contágio é seu livro de estreia.

Ficha técnica:
Título: Contágio
Autor: David Koepp
Tradução: André Gordirro
Editora: HarperCollins
Páginas: 304
Ano: 2019
ISBN: 978-8595084612
Onde Comprar: Amazon


Postar um comentário

5 Comentários

  1. Olá! Feliz que tenha curtido a leitura. É sempre bom quando um livro nos agrada assim. Eu curto ficção e suspense, mas leio bem menos do que gostaria. Este parece ser um livro leve e bem divertido, deu vontade de ler! Estrear assim deve ser bom demais! Saudações ao autor!

    ResponderExcluir
  2. oi!
    Eu gostei bastante e recomendo,é uma leitura bem rápida e fluída. O tema é convincente dentro do esperado obviamente e os personagens são até bem construídos ..

    ResponderExcluir
  3. Amei conhecer esse livro pelo seu post! Só de ler a resenha já fiquei tensa com essa questão do fungo, e sabendo que você curtiu a leitura, fico bem animada para ler também.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Ainda não conhecia esse livro, mas só sei que já quero. Mesmo sendo o primeiro livro do autor, parece que ele já veio com tudo. Eu amo essa mistura da ficção científica com suspense, e se tem humor, deve ficar ainda melhor. Já vai para a minha lista de desejados depois dessa resenha. Adorei conhecer!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Minha amiga me indicou esse livro, comprei ante ontem. Estou ainda mais ansiosa pra ler. Thrillers são meus preferidos, principalmente com ficção científica. É bom ver roteiristas se arriscando em outras áreas.

    Beijos Kiss,
    Blog Garotas Imparáveis | garotasimparaveis.com

    ResponderExcluir