[RESENHA #726] VALERIAN VOL. 2 - JEAN CLAUDE MÉZIÈRES E PIERRE CHRISTIN


Sinopse: Fruto da imaginação transbordante de Pierre Christin e Jean-Claude Mézières, os personagens de Valerian e Laureline surgiram pela primeira vez nas páginas de PILOTE, em 1967. Por sua inventividade e audácia, a série rapidamente se tornou referência absoluta para os leitores de histórias em quadrinhos de ficção científica. 

Resenha: Nesse segundo volume ou álbum de Valerian a dupla Mézières e Christin nos apresenta três histórias escritas no início dos anos de 1970 e são elas: O país sem estrela (1972), Bem-vindos a Alflolol (1972) e Os pássaros do mestre (1973); período que a série estava conquistando um número maior de leitores, mas também seguindo um caminho da qualidade em conteúdo.

O país sem estrelas: Nesse primeiro álbum conhecemos Ukbar, um mundo no mínimo estranho para não dizer bizarro, pois esse mundo foi dividido entre mulheres e homens, há duas cidades-estados e nela a escravidão é algo comum. Contudo, esse regime escravocrata não é aleatório, tendo em vista que os líderes dessas cidades escravizam o gênero oposto e para piorar toda a situação, essas cidades estão em guerras seculares. É nesse cenário em ebulição que entra em cena as figuras de Laureline e Valerian, a dupla tem como objetivo garantir a continuidade do fluxo de matérias primas para a Galaxity e para conseguir seu objetivo, eles devem intervir nessa longa disputa entre os povos das cidades-estados.


Bem-vindos a Alflolol: Esse é o conto que se destaca nesse volume dois e aqui o foco é uma raça nômade, alegre e atrasada tecnologicamente. Esse povo estava sendo explorado pelos terráqueos há muito tempo, esses últimos são vistos como os maus, pois eles empregam o trabalho de forma constante, realizam acordos que não honram e trouxeram consigo a poluição. A dupla de agentes do Império Galático entra em cena para ajudar o povo de Alflolol que sofre com essa constante exploração.

Os pássaros do mestre: Nesse último álbum nós vemos que Laureline e Valerian ficam presos em um planeta distante e nessa sociedade há algo curioso, as pessoas fazem ótimas e luxuosas refeições para um governante invisível. A população é manipulada, tornando-se escravas de um líder, mestre ou governante "genial". Quem tentar ir contra o sistema que está em voga é expulso dessa sociedade e atingido pela loucura. É nesse cenário de insegurança e incertezas que Valerian e Laureline entram em cena para ajudar a população em uma resistência e revolta contra esse sistema opressivo.


Opinião: É interessante acompanhar a evolução do roteiro da dupla Christin e Mézières, pois nesse segundo álbum eles realizam diversas críticas políticas, sociais e análises ou reflexões sociológicas, mas há também espaço para temas como o feminismo, guerra e mesmo preocupações com o meio ambiente.

Quanto aos personagens eu posso dizer que estão mais maduros e bem desenvolvidos, eles possuem características próprias e personalidades distintas. Enquanto Laureline é o coração, a mente e equilíbrio da dupla, ou seja, ela é a voz da razão. Valerian é aquele que demonstra força e coragem para enfrentar situações de perigo, eles na verdade se complementam.


As histórias apresentadas são divertidas e envolventes, os mundos e cenários apresentados são fascinantes e tudo muito colorido, fica claro como essas histórias foram inovadoras em sua época, pois serviram de fonte e influenciaram tantas outras obras no mundo da ficção científica, seja na literatura ou no cinema, nesse último caso uma franquia extremamente cultuada por pessoas de diversas faixas etárias, Star Wars.



Pierre Christin: É um escritor e argumentista de banda desenhada, nascido a 27 de julho de 1938 em Saint-Mandé. É conhecido pela sua parceria com Jean-Claude Mézières na série Valerian, agente espaço-temporal.


Jean-Claude Mézières: É um artista e ilustrador de quadrinhos francês. Nascido e criado em Paris, ele foi apresentado ao desenho por seu irmão mais velho e influenciado por artistas de quadrinhos como Hergé, Andre Franquin e Morris e mais tarde por Jijé e Jack Davis. Educado no Institut des Arts Appliqués, após a graduação, trabalhou como ilustrador de livros e revistas, bem como em publicidade. Um interesse ao longo da vida no oeste selvagem levou-o a viajar para os Estados Unidos em 1965 em busca de aventura como um cowboy, uma experiência que se revelaria influente em seu trabalho posterior. Retornando à França, Mézières se juntou a seu amigo de infância, Pierre Christin, para criar Valérian e Laureline, a popular série de ficção científica de longa duração pela qual é mais conhecido e que provou ser influente no gênero. Mézières também trabalhou como designer conceitual em vários projetos cinematográficos – mais notavelmente o filme de Luc Besson de 1997, The Fifth Element – além de continuar a trabalhar como ilustrador de jornais, revistas e publicidade. Ele também ministrou cursos sobre a produção de quadrinhos na Universidade de Paris VIII: Vincennes – Saint-Denis.

Ficha técnica: 
Título: Valerian Vol. 2
Autor: Jean Claude Mézières e Pierre Christin
Editora: SESI-SP
Páginas: 172
Ano: 2017
ISBN: 9788550404134
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Olá Yvens,
    Eu amei esse quadrinho, me senti no mundo do Star Wars, e não conhecia, e olha que é uma história bem antiga né. Mas achei interessante a questões abordadas, sobre política, feminismo, meio ambiente, pois são aéreas que tem sofrido grande perdas e que precisam mesmo ser retratada, e o fato de ser um homem e uma mulher na aventura é bem interessante.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a obra mas já interesei pela relevância da temática abordada. Só pelo aperitivo que você deu percebe-se um roteiro bem construído.

    ResponderExcluir