[RESENHA #735] COLEÇÃO FOLHA A REPÚBLICA BRASILEIRA 130 ANOS - VOL. 19: EMÍLIO GARRASTAZU MÉDICI


Sinopse: Este ano a República brasileira faz 130 anos e esta coleção da Folha busca apresentar um panorama histórico do regime que substituiu a Monarquia. Entretanto, a coleção não tem o intuito de festejar uma efeméride, mas sim de apresentar ao leitor um olhar em retrospecto a fim de reconhecer as superações, conquistas e avanços, e também detectar as crises, fragilidades e contradições da República. Com a Coleção Folha A República Brasileira, será possível percorrer as origens desse regime, que surgiu em 1889 com a queda da Monarquia, e seus desdobramentos até a chegada da redemocratização. Os 28 volumes apresentarão os contextos e o desenrolar de conspirações, revoltas e conflitos que permitiram a consolidação da República, permeando também a ditadura militar, pois é inevitável que a história da República seja também a da consolidação da democracia.

Resenha: Emílio Garrastazu Médici, nasceu 04 de dezembro de 1905, em Bagé/RS. Seu mandato foi de 30/10/1969 a 15/03/1974, foi marcado pela censura, Poder Executivo centralizado, controle do Congresso Nacional, tortura como política de Estado e também o crescimentos econômico. Faleceu em 09 de outubro de 1985, no Rio de Janeiro aos 80 anos de idade.


Terceiro presidente da ditadura militar, Emílio Garrastazu Médici assumiu em outubro de 1969. Diante das incertezas relacionadas à súbita interrupção do mandato de Costa e Silva, à legitimidade da Junta Militar e ao enfrentamento da luta armada, a firmeza de Médici era vista com bons olhos pela maioria dos generais. Amigo de Costa e Silva, ele ajudaria a apaziguar as disputas de poder entre oficiais das Forças Armadas e, sobretudo, seria implacável com a “contrarrevolução”, como se referia à guerrilha urbana.


Primeiro presidente a governar o tempo todo tendo ao seu dispor as regras de exceção do AI-5, decretado em dezembro de 1968, Médici praticamente liquidou os grupos de luta armada, com uma política que lançava mão de assassinatos e da tortura. Na época, a sociedade, em grande parte, não tinha pleno conhecimento do que acontecia nos chamados porões da repressão, uma vez que a imprensa se encontrava sob rigorosa censura.


"A obra coletiva, a Coleção Folha A República Brasileira - 130 Anos não abre espaço a idiossincrasias e opiniões nem, no extremo oposto, pretende objetividade e isenção, uma vez que a rigor, tais conceitos só existem enquanto metas. Entre os dois polos, os autores apostam no equilíbrio da seleção e da apreciação dos fatos, com intento de prover subsídios para melhor compreender o presente e projetar o futuro." Oscar Pilagallo.


Sobre a edição: A Coleção Folha A República Brasileira é formada por 28 volumes semanais no formato 24x18,5, capa dura, com miolo em papel Couché e totalmente ilustrado. Os volumes serão divididos em duas seções: a primeira, de abertura, abordará o mandato do presidente em foco. A segunda traçará seu perfil biográfico, abrangendo mais do que suas realizações políticas. Além disso, os textos também apresentarão fatos que marcaram a época e curiosidades que ilustram a narrativa histórica. Ao fim de cada volume, o leitor irá encontrar uma cronologia do período em questão e indicações bibliográficas comentadas.

A coleção é amplamente ilustrada com fotografias, registros pessoais e militares, cartas, mapas, cartazes, excertos de jornais e revistas da época, material que foi minuciosamente pesquisado dentre os principais museus e arquivos brasileiros. Cada volume contém a reprodução de documentos com inestimável valor histórico, que ajuda a entender melhor os grandes acontecimentos que marcaram a narrativa do nosso país. 

Ficha Técnica:
Título: Coleção Folha A República Brasileira
Presidente: Emílio Garrastazu Médici
Autor: Dirceu Franco Ferreira
Editora: Folha de São Paulo
Páginas: 64
Ano: 2019
ISBN: 9788581934662
Onde Comprar: Coleções Folha

Postar um comentário

0 Comentários