[RESENHA #779] A ÚLTIMA PARADA: AUSCHWITZ - EDDY DE WIND

Sinopse: Eddy de Wind chega a Auschwitz em 1943 com sua esposa, Friedel. Ele é médico e ela é enfermeira. Lá, eles são separados. Friedel vai para o Bloco 10, onde ficam os prisioneiros destinados aos cruéis experimentos médicos do Dr. Mengele. Eddy vai para o Bloco 9, onde trabalha ajudando a cuidar de prisioneiros políticos. Quando a Alemanha está prestes a perder a guerra e os russos se aproximam de Auschwitz, os nazistas fogem do campo. Em uma tentativa de cobrir seus rastros, mandam os prisioneiros sobreviventes, entre eles Friedel, a caminhar em direção à Alemanha. Mais tarde, essas caminhadas foram chamadas de Marchas da Morte. Eddy conseguiu se esconder e ficou no campo, a espera dos russos. Lá, com a memória fresca, começou a escrever sua rotina diária. Descreveu em detalhes as atrocidades que presenciou e o que ouviu de outros prisioneiros, inclusive da mulher. Até hoje, este é o único livro inteiramente escrito dentro do campo de concentração.

Resenha: A "Última Parada: Auschwitz" é o único livro já escrito dentro de um campo de concentração, ao menos da Segunda Guerra Mundial e trata-se de um diário escrito por Eddy de Wind, um médico e psiquiatra holandês que no ano de 1943 se ofereceu para trabalhar em um campo de concentração conhecido como Westerbok, que ficava na Holanda e servia de trânsito para Auschwitz e Bergen-Belsen; foi nesse local que De Wind conheceu a sua futura esposa, a enfermeira Friedel.

Durante o ano de 1943 De Wind e sua esposa Friedel foram transferidos para o temido campo de Auschwitz, um dos maiores, senão o maior campo de concentração da Polônia. Após chegar no local seus cabelos foram cortados, receberam uniformes, um número foi tatuado em seus braços e para piorar toda a situação, eles foram separados. Friedel é alocada no Bloco 10, lugar onde ficam prisioneiras que servem de cobaias para os cruéis experimentos do inescrupuloso médico Dr. Mengele que as submete a procedimentos para deixá-las estéreis, pois o objetivo é encontrar formas de impedir a proliferação das outras raças.


Por outro lado, Eddy é enviado para o Bloco 9, lugar que trabalha cuidando de prisioneiros políticos E, sem perspectiva de reencontrar a sua amada, passa a escrever a sua rotina em Auschwitz, sob o pseudônimo de Hans. Enquanto espera a chegada das tropas soviéticas, detalha todas as atrocidades que presencia no campo da morte. Mas Eddy e Friedel não deixam a esperança morrer e, enquanto o Terceiro Reich começa a ruir, buscam formas de sobreviver em meio ao caos, horror, violência e fome que presenciam.

Opinião: A "Última Parada: Auschwitz" é uma autobiografia, um drama histórico baseado em fatos reais com aproximadamente 224 páginas e nos proporciona uma visão melhor dos horrores cometidos naquela época. Aliás, essa é uma leitura com profundidade, é uma experiência enriquecedora, pois nos permite conhecer de perto os acontecimentos que ceifaram a vida de muitos em Auschwitz, um lugar que pouquíssimas pessoas conseguiram sobreviver.

Mesmo após ler diversos livros de história ou romances históricos sobre a segunda guerra mundial, eu ainda não consigo ficar indiferente com os horrores e mazelas que foram praticados durante esse período. É inconcebível pensar como o ser humano é capaz de praticar atos atrozes em face ao próximo e não dá para achar normal ou mesmo aceitar a conduta dos nazistas contra os povos perseguidos. Eu fico me perguntando como as outras potências deixaram o Terceiro Reich crescer como cresceu e principalmente cometer tais atrocidades, o mesmo vale para o próprio povo alemão.


Eddy de Wind criou um enredo que me deixou completamente envolvido e imerso na leitura, é impossível não ficar revoltado ou emocionado com tudo o que aconteceu, com tudo o que aquelas pessoas em Auschwitz precisaram enfrentar. Mesmo após tentar me colocar no lugar dessas pessoas, eu não consigo imaginar todas as dores e horrores que elas enfrentaram para permanecerem vivas. 

Em suma, a "Ultima Parada: Auschwitz" é um livro que recomendo para aqueles que gostam de ler ou estudar sobre períodos históricos, principalmente sobre a Segunda Guerra Mundial. Esse é um livro que você vai conseguir ler em poucos dias, é um livro incrível, ainda que doloroso e triste.

Ficha técnica:
Título: A última parada: Auschwitz
Autor: Eddy de Wind
Tradução: Mariângela Guimarães
Editora: Planeta
Páginas: 240
Ano: 2020
ISBN: 9788542218619
Onde comprar: Amazon

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Não dá para imaginar o sofrimento e horrores enfrentados pelo Eddy e sua esposa. Particularmente não conhecia o livro e amei a dica.

    ResponderExcluir
  2. Eu não consigo imaginar todas as maldades que fizeram naquela época.

    ResponderExcluir