[RESENHA #792] THE NUMBER OF THE BEAST | UM CLÁSSICO DO IRON MAIDEN - STJEPAN JURAS


Sinopse: Em THE NUMBER OF THE BEAST: UM CLÁSSICO DO IRON MAIDEN, Stjepan Juras esmiúça todos os detalhes, segredos e curiosidades desta que é uma das obras mais importantes do heavy metal de todos os tempos. Apresentando todo o contexto histórico da época em que foi criado, o autor faz um apanhado bastante detalhado de todo o universo de "The Number of the Beast", suas influências diretas e indiretas, e as ações do Iron Maiden na época que precedeu e sucedeu o álbum, apresentando dezenas de imagens e recordes de jornais e revistas, informações e curiosidades de turnês, trechos de entrevistas e muito mais. "The Number of the Beast" é o terceiro álbum de estúdio do Iron Maiden e o primeiro com Bruce Dickinson nos vocais. Lançado em 1982, "Beast" é até hoje o álbum mais vendido da história da banda, com 14 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, recebendo disco de platina dos Estados Unidos, Canadá e Reino Unido. THE NUMBER OF THE BEAST: UM CLÁSSICO DO IRON MAIDEN é o primeiro de uma série de 20 livros que sairão no Brasil sobre álbuns do Iron Maiden. Todos com alto padrão de impressão. Uma coleção definitiva, indispensável na prateleira de qualquer fã do Iron Maiden.

Resenha/Opinião: Se você perguntar para qualquer fã de Heavy Metal qual a banda que mais se destaca nesse meio, acredito que de dez, onze diriam Iron Maiden. Os ingleses da banda mais famosa do mundo, conseguiram uma façanha sem igual no mundo da música, se tornarem a banda mais adorada e com os fãs mais fiéis de todo o globo no mundo Metal. 
Eu mesmo entrei nesse estilo de vida [sim Heavy Metal é um estilo musical, mas também um estilo de vida] ouvindo o que para mim é o melhor album de heavy metal de todos os tempos: Powerslave; mas isso é história para outra resenha, porque aqui, iremos falar de outro disco que também tem a célebre "culpa" de catapultar a banda ao estrelato definitivo, The Number of the Beast de 1982.

Juras nos apresenta em The Number of the Beast: Um clássico do Iron Maiden, uma profunda análise daquele que foi, acredito, o disco que colocou de forma definitiva o Iron Maiden na boca, no coração e na cabeça de praticamente todos os Headbangers do planeta. Através de dados compilados em sua pesquisa, Stjepan, mostra os bastidores do antes e depois do lançamento do disco.
 

É interessante dizer que o livro de Juras não exatamente uma biografia do Iron Maiden e tampouco um documento oficial de The Number of the Beast. Na verdade, como o próprio autor diz no começo do livro, são histórias de um fã para os fãs. Pode-se dizer que o livro é um bate papo sobre mitos, verdades e especulações que rondaram, e algumas ainda rondam, os fatos que culminaram com o lançamento de um dos discos mais fantásticos do mundo metal.

Juras, coloca em dúvidas questões como a saída de Paul Di'Anno e proximidade tão curta que foi a entrada de Bruce Dickinson, a composição, gravação, shows pré-lançamento e lançamento do disco. Existem questões até sobre a arte de Derek Riggs, cujas especulações datam de muito tempo antes da finalização de The Number of the Beast, o que coloca em dúvida a versão oficial da banda de que o disco foi criado do zero assim que Bruce foi trazido para a banda. De qualquer maneira, Juras, compõe um compilado de dúvidas, especulações e claro, suas próprias conclusões ao assuntos abordados ao redor de The Number of the Beast.


Como não poderia deixar de ser, existe um capítulo que fala sobre o espetacular Clive Burr, falecido em março de 2013 e que gravou os três primeiros discos da banda. Eu mesmo fiquei surpreso em saber do motivo real dele ter saído do Iron Maiden, o que de certa forma, lá no fundo, todo fã sabia que a versão oficial era um tanto quanto fora dos eixos da verdade, e também, para todos os que acompanham a banda sabem que só existe uma verdade absoluta no Iron Maiden: Steve Harris.

"Era a banda de Steve, mas eu tinha minhas próprias ideias. E eu avisei todo mundo sobre isso antes de me juntar a eles. Sem rodeios, Bruce não era apenas um conjunto de cordas vocais novas, ríspidas e poderosas, ele quebrou o monopólio de Steve, trazendo polaridade e equilíbrio, fazendo com que o Maiden chegasse ao topo, ultrapassando todos os outros grupos de Heavy Metal."


Juras, nos mostra a grande aliança desde o começo da banda que Harris e Rod Smallwood formaram e que de certa forma, foi a grande sacada para a banda conseguir atingir o topo do sucesso sendo considerada a maior banda de Heavy Metal de todos os tempos; afinal, Iron Maiden também é um negócio e muito lucrativo por sinal.

Apesar de The Number of the Beast: Um clássico do Iron Maiden de Stjepan Juras não ser propriamente um livro no estilo biografia, foi muito prazerosa a leitura, pois Juras trata tudo como um "conversa de bar entre fãs" e isso foi muito interessante de se ver. Como esse é o primeiro livro de uma série dos lançamentos de determinados discos do Iron Maiden, já fiquei muito curioso para ler os próximos da coleção e se tudo correr bem, eles estarão aqui para vocês.

A edição de The Number of the Beast: Um clássico do Iron Maiden que a editora Estética Torta apresenta para nós, leitores, tem a mesma qualidade que os outros livros que já resenhei aqui para vocês, ou seja, edições muito bem feitas, capa dura, ilustração principal de cair o queijo, ótimo padrão de papel [amarelinho], fonte mais do que agradável e diversas ilustrações internas, além de um trabalho editorial, como sempre, de tirar o fôlego.


"Através de uma progressão natural do Hard Rock, com insinuações ao punk, e sem instruções especiais quanto à sonoridade exata que eles precisavam atingir, o Iron Maiden tornou-se um nome totalmente dedicado ao Heavy Metal e o papel de Clive nisso foi significativo."

Portanto, se você está interessado em um papo informal sobre um dos maiores discos de Heavy Metal do planeta, com uma edição muito caprichada, posso te dizer que The Number of the Beast: Um clássico do Iron Maiden é sem dúvida alguma, I.M.P.E.R.D.Í.V.EL.


Autor: Nascido na Croácia, Stjepan "Stipe" Juras, de 34 anos, teve seu primeiro contato com o rock n' roll aos 6 anos de idade, com uma simples fita k7 dos gigantes do Led Zepellin. Desde então, com o passar dos anos, tem se dedicado única e exclusivamente ao ramo da música pesada e escreveu uma série de livros sobre o Iron Maiden. 

Ficha Técnica:
Título: The Number of the Beast | Um clássico do Iron Maiden
Autor: Stjepan Juras
Tradução: Ricardo Lira
Editora: Estética Torta
Páginas: 320
Ano: 2020
ISBN: 9786599025549 

Postar um comentário

0 Comentários