[RESENHA #836] TEMPO DE CURA - MONJA COEN


Sinopse: Os caminhos do zen-budismo para a cura física, social e espiritual Saúde de “são”, de “santa”, de “firme” – que se opõe a enfermo, do latim, o “não firme”. Estamos enfermos, porque perdemos nosso equilíbrio. Com a pandemia global, a desigualdade social, o racismo, a polarização política e a ansiedade, o mundo está enfermo. Por isso, Monja Coen escreveu este livro para convidar todos nós a inaugurar um novo tempo em que sejamos capazes de cuidar de nós e dos outros, restaurar laços quebrados, mudar o curso de doenças, resgatar a integridade. Curar as feridas causadas por essa nossa época turbulenta não são só físicas, mas também sociais e espirituais. Cabe a nós descobrirmos nosso mal e inventarmos novos remédios. Por meio dos ensinamentos do zen-budismo, Monja Coen oferece nestas páginas possíveis caminhos de mudança. Podemos acessar a sanidade. É tempo de cura.

Resenha/Opinião: Um livro no mínimo necessário para o momento que estamos vivendo. Nessa narrativa, Monja Coen conversa com o leitor, com uma linguagem simples e direta, fala das dificuldades que estamos enfrentando na atualidade, enfatizando que apesar da pandemia precisamos viver e não apenas sobreviver. Precisamos estar presentes em cada momento e nos responsabilizar pelas mudanças que acontecem ou não, em nossas vidas.

“É mais importante ser equilibrista do que ser equilibrado”, acredito que essa frase sintetiza muito bem a ideia do livro. A situação é nova, não sabemos o que esperar do futuro, todos estão com medo e inseguros, é necessária, mais do que nunca, uma dose de empatia e de bom senso. É preciso entender que a desigualdade social pode ser determinante sobre o resultado de quem vai sobreviver a isso tudo, precisamos compreender que todos estão enfrentando a mesma tempestade, mas nem todos estamos no mesmo barco e nem com os mesmos recursos.


O olhar para o outro é importante mas precisamos também olhar para nós mesmos, encontrar a cura para nossas próprias limitações e assim seremos capazes de estender a mão para os outros. Os males que assolam nossa sociedade não são apenas físicos, são também mentais, morais e espirituais. Para termos uma cura precisamos inicialmente aceitar que não estamos sãos e esse reconhecimento pode ser dolorido e difícil para alguns.

Através do zen budismo, a autora oferece um caminho, um direcionamento para a busca do remédio, para a cura, de todos os males que possam assolar corpo e mente humana. Uma leitura indispensável para aqueles que procuram um pouco de direcionamento e equilíbrio frente à situação mundial atual. Monja Coen, com palavras que tocam aos ouvidos do mais simples ao mais sofisticado dos leitores, fez desse livro mais uma maravilhosa obra, que trás paz em cada letra escrita.


Sobre a autora: Monja Coen é a primaz fundadora da Comunidade Zen-Budista Zendo do Brasil, criada em 2001. Teve seu primeiro contato com o zen-budismo no Zen Center de Los Angeles, onde fez os votos monásticos em 1983. Residiu por oito anos no Mosteiro Feminino de Nagoya, no Japão, onde graduou-se como monja especial, habilitada a ministrar aulas de Budismo para monges e leigos. Retornou ao Brasil em 1995, como missionária da tradição Sôtô Zenshû para o Brasil. Ministra cursos e palestras sempre muito concorridas. Apresentou a série Caminho Zen, pelo canal GNT. Autora bestseller, já publicou vários livros pela Editora Planeta. São eles: Zen para distraídos, A sabedoria da transformação, 108 contos e parábolas orientais, Aprenda a viver o agora, O que aprendi com o silêncio e Ponto de virada.

Ficha técnica:
Título: Tempo de cura
Autor: Monja Coen
Editora: Academaa (Planeta de Livros)
Páginas: 160
Ano: 2021
ISBN: 978-6555353266
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

0 Comentários