[RESENHA #841] AS RAÍZES MEDIEVAIS DA EUROPA - JACQUES LE GOFF


Sinopse: Jacques Le Goff, como é de costume dizer, enxerga além da visão padronizada que envolve nossos olhos e é desta forma que nos relata neste livro os acontecimentos mais importantes desde as ruínas do Império Romano até às descobertas do século XVI.

Resenha/Opinião: Escrito pelo historiador francês Jacques Le Goff nos anos de 2002 e 2003, "As raízes medievais da Europa" foi publicado no Brasil em 2006 pela Editora Vozes. No livro, Le Goff se propõe a realizar uma profunda análise sobre o continente europeu, passando brevemente pela história do continente antes da Idade Média, quais foram as heranças recebidas do período que antecedeu a Idade Média como por exemplo a ideia do mito, a concepção geográfica, mas também tece análises sobre os contrastes presentes entre o Oriente e Ocidente, principalmente no que tange aos séculos IV e V a.C.; bem como quais as influências deixadas pela Grécia antiga para a Europa.

Ainda no início da leitura temos uma breve, mas importante exposição sobre as dinâmicas militares e processos migratórios que estavam diretamente ligadas a queda do Império Romano ocidental. A derrocada de Roma serviu para miscigenar os povos europeus, mas também foi um fator fundamental para o surgimento de diversas nações. 

Em seguida o autor debruça sobre a concepção da Europa, ele busca compreender a passagem da Antiguidade para a Idade Média. Aqui somos levados a conhecer quais foram as transformações, uma delas é a clara cristianização da Europa e a influência da Bíblia nesse processo de transformação. Nesse movimento de cristianização destaca-se Santo Agostinho, considerado o personagem mais importante no processo de instalação e desenvolvimento do cristianismo no continente europeu.


No aspecto cultural, Boécio e Cassiodoro surgem como nomes importantes para o para a criação de uma identidade cultural na idade média, mas especificamente no século V. Boécio era integrante de uma família da aristocracia romana, serviu ao rei bárbaro godo Teodorico e foi um dos criadores do humanismo medieval. Cassiodoro foi integrante de uma família italiana e teve importante papel político ao mediar as relações entre o mundo romano-bizantino e a sociedade bárbara, além disso, foi no mosteiro de Vivarium que ele preparou a educação intelectual de parte dos povos europeus traduzindo obras gregas e copiando obras latinas. Cassiodoro foi o primeiro estudioso a preconizar o valor do trabalho intelectual.

Alguns séculos depois, mais entre os séculos X e XI há o desenvolvimento da Europa Feudal, desenvolvimento esse que perdura até pelo menos o século XIII, essa é uma era em que surgem as cidades e as universidades. Nesse período há o desenvolvimento urbano e também comercial, pois cidades como Gênova e Veneza ganham força e importância no cenário europeu. É também nesse período que há um claro progresso nas técnicas de cultivo da terra, mas também avanços nos campos da matemática, filosofia e literatura. A própria forma do homem se relacionar com o tempo sofre mudanças.

As raízes medievais da Europa é um livro que tem por objetivo ilustrar a ideia do que foi a Idade Média, passando por sua gênese, aparecimento e representação, mas também demonstram o quanto os fundamentos da Ideia Média ainda refletem na cultura europeia dos dias de hoje, quais elementos foram retomados e influenciam nos destinos e rumos das nações.


Esse é o segundo livro que leio do Le Goff e fica claro que ele foi um homem erudito, extremamente estudioso, mas também lúcido ao apresentar as suas visões e muito perspicaz ao demonstrar os seus argumentos sobre a história, em especial sobre a Idade Média e os reflexos desse período na Europa atual. Aliás, Jacques Le Goff é um dos maiores medievalistas que existiu, isso confere um peso maior em suas obras.

"As Raízes Medievais da Europa" não é um livro de difícil compreensão, pois apesar de ser um amante da história, eu nunca ingressei em curso superior dessa área, dessa forma, até mesmo um leigo como eu é capaz de compreender as ideias, bem como as informações, os aspectos e passagens históricas apresentadas pelo autor, ou seja, é um livro para todo e qualquer público que simplesmente deseja conhecer um pouco mais sobre a história da Europa no período da Idade Média.

Em suma, esse é um livro notável, instigante e surpreenderá tantos aqueles que já conhecem os trabalhos de Le Goff, quanto aqueles que estão lendo pela primeira vez o autor. "As Raízes Medievais da Europa" é simplesmente um livro imperdível e enriquecedor.


Sobre o autor:
Jacques Le Goff (Toulon, 1 de janeiro de 1924 — Paris, 1 de abril de 2014) foi um historiador francês especialista em Idade Média. Autor de dezenas de livros e trabalhos, era membro da Escola dos Annales, pertencente à terceira geração, empregou-se em antropologia histórica do ocidente medieval.

Ficha técnica:
Título: As raízes medievais da Europa
Título original: L'Europe est-elle née au Moyen Âge?
Autor: Jacques Le Goff
Tradução: Jaime A. Clasen
Editora: Vozes
Páginas: 384
Ano: 206
ISBN: 9788532634122
Onde comprar: Amazon - Livraria Vozes

Postar um comentário

0 Comentários