[RESENHA #874] MEMÓRIAS DE UM NEGRO AMERICANO - BOOKER J. WASHINGTON

 

Sinopse: Professor, escritor, palestrante e conselheiro de presidentes dos Estados Unidos, Booker T. Washington foi um dos porta-vozes mais influentes dos afro-americanos de sua época. Nesta pungente autobiografia, ele narra os eventos marcantes de sua notável vida, que começou numa cabana de escravos na Virgínia e culminou no reconhecimento mundial por suas muitas realizações. Washington fala da infância e da juventude na pobreza, do desejo de estudar, dos primeiros passos no ensino, da fundação do Instituto Tuskegee ― escola para negros no Alabama ― e de muitos outros feitos de um homem que, acima de tudo, acreditava no poder transformador da educação. Quem verteu este clássico norte-americano para o português foi o mestre Graciliano Ramos. Esta edição conta ainda com o lúcido prefácio do escritor e compositor Nei Lopes, com ponderações importantes para se entender melhor Booker T. Washington, que, para além de uma figura célebre, foi também controverso e duramente criticado por pensadores negros devido a algumas ideias que propagou. Uma obra fundamental para aprofundar discussões sobre racismo e meritocracia e compreender não só o contexto sócio-histórico dos Estados Unidos, mas para refletir sobre o nosso também.

Resenha/Opinião: Booker Washington nasceu em 1856, período em que a escravidão estava em voga (evidência) nos Estados Unidos, ou seja, ainda era algo adotado pelos senhores de terras no país, principalmente no sul. Quando Washington tinha aproximadamente 8 anos veio a emancipação e a sua vida melhorou um pouco, mas isso foi algo breve, pois ele ainda tinha que trabalhar praticamente o dia inteiro e ele tinha uma vida semelhante aquela quando era escravo. Aliás, com a conquista da liberdade Washington viu novas oportunidades surgirem em sua vida e ele queria algo em especial, investir em sua educação e para isso ele dispendia esforços inimagináveis e incansáveis.

Washington levava uma vida dura, mas jamais desanimava diante das dificuldades e obstáculos que surgiam em sua vida, muito menos esperava receber algo em troca, é por isso que trabalhava arduamente para merecer as oportunidades que desejava, mas ao longo de sua vida ele recebeu ajuda de diversas pessoas, isso por causa do seu caráter, bem como por demonstrar ser uma pessoa determinada.


Em busca do seu sonho, Washington viajou cerca de 500 milhas (algo em torno de 804 quilômetros) de sua casa até o Instituto Hampton e ele fez isso viajando a pé, dormindo nas ruas e comendo sobras ou quase nada. Quando Washington chegou ao seu destino ele estava parecendo um "vagabundo", ou melhor, um maltrapilho e por isso não foi imediatamente admitido no instituto. Determinado em conquistar a educação tão sonhada e querendo impressionar a diretora da instituição de ensino, Washington inclusive pediu para trabalhar no instituto limpando o local e foi através do trabalho que ele encontrou a sua chance de provar que era merecedor de conseguir a educação tão sonhada.

Booker J. Washington foi professor e um grande orador, ele lutou em causas para os negros americanos e foi recebido por pessoas influentes, políticos e até mesmo embaixadores. Durante a leitura ficou claro para mim que Washington foi um grande ser humano e um grande homem, ele dedicou a sua vida ao progresso do povo negro, bem como à educação. É interessante acompanhar a visão de Washington sobre o seu tempo, mas também sobre os homens brancos, principalmente sobre os homens do norte que ele considerava como "abnegados", aliás, foram esses homens que o ajudaram a criar e principalmente manter os institutos de ensino para pessoas negras. O auxílio que esses homens prestavam a Booker não era apenas relacionado aos institutos, pois Booker recebeu auxílio para realizar palestras e excursões.

Ao longo da leitura Booker nos apresenta diversas situações interessantes, algumas por sinal bem curiosas. Eu gostei muito de acompanhar e conhecer as várias fases da vida de Booker, a sua infância, o período de escravidão, a sua juventude, o tempo que trabalhou nas minas e em todas essas passagens fica claro a sua imensa vontade em se alfabetizar. Contudo, nem todas as histórias são sobre dificuldades, o que deixa a leitura mais leve. Em suma, "Memórias de um negro americano" é um livro incrível e nos faz refletir sobre as mazelas que o homem foi capaz de praticar contra o próximo. Booker nos faz acreditar em dias melhores, deixa claro que devemos ser determinados na vida e que somos capazes de realizar os nossos sonhos.


Sobre o autor: 
Booker Taliaferro Washington (5 de abril de 1856, em Hale's Ford no Condado de Franklin, na Virgínia, nos Estados Unidos — 15 de novembro de 1915) foi um educador e líder afro-americano estadunidense.

Ficha técnica:
Título: Memórias de um negro americano
Autor: Booker T. Washington
Tradução: Graciliano Ramos
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 144
Ano: 2020
ISBN: 9786556400778
Onde Comprar: Amazon - PlayLivros (Aplique o cupom OURO30 e ganhe 30% de desconto)

Postar um comentário

0 Comentários