[RESENHA #876] O FANTASMA DA ÓPERA - GASTON LEROUX


Sinopse: Rumores de que um fantasma espreita as passagens escuras e os porões da Ópera de Paris, causando estragos, são frequentes entre os funcionários e artistas. Esse mesmo fantasma também assombra a imaginação da bela e talentosa cantora Christine Daaé. Quando a moça é cortejada por um jovem visconde, o misterioso espectro é consumido pelo ciúme e busca vingança. Publicado pela primeira vez em francês, em 1909, O Fantasma da Ópera é uma história fascinante que, com sua atmosfera de ameaça, oferece uma mistura única de terror gótico e romance trágico que inspirou o cinema, o palco e a literatura desde sua publicação. E aqui encontra-se integralmente, mais profundo e sombrio que quaisquer das inúmeras versões dele já feitas. Acompanha pôster e suplemento de leitura com curiosidades sobre a obra e o autor.

Resenha/Opinião: Com o passar dos anos eu fui explorando cada vez mais a literatura e por isso fui conhecendo outros autores, mas também aprofundando em outros gêneros literários e entre eles está a literatura clássica que foi me conquistando livro após livro. Entre os grandes clássicos da literatura mundial, principalmente a francesa está "O fantasma da ópera" de Gaston Louis Alfred Leroux, livro esse publicado originalmente em 1909. 

Ambientada na Paris do século XIX, mais especificamente na Ópera de Paris, edifício luxuoso construído entre 1857 e 1874, sobre um lençol de água subterrâneo. Os antigos diretores da Ópera de Paris estão aposentando e outros novos diretores assumem o empreendimento, mas essa mudança não passa despercebida, pois há festa e alegria no local. Contudo, nem tudo são flores e alegria, pois os novos diretores descobrem que a ópera não é um local apenas de inúmeras apresentações, pois o edifício serve de morada para um inquilino no mínimo estranho: o Fantasma da Ópera.

Esse inquilino é na verdade Erik, o fantasma. Erik é o responsável por diversos acidentes na Ópera de Paris, ele é bastante temperamental, além disso exige a quantia mensal de 20 mil francos, sem contar que não abre mão do camarote número cinco para todas as atuações. Todavia, os diretores não levam isso a sério, acreditando que tudo não passava de uma brincadeira, eles não acreditam nos avisos dos antigos diretores, muito menos os novos colaboradores da ópera acreditam na existência de tal fantasma.


Mas nem todos aqueles que frequentam e trabalham na Ópera de Paris são céticos, pois uma jovem e inexperiente bailarina chamada Christine Daaé acredita que é algo diferente no ar. A verdade é que Christine acredita que está sendo guiada por um "Anjo da música", anjo esse supostamente enviado por seu pai no "post mortem", ou melhor, após a morte. Christine com o auxílio de tal anjo vai galgando o seu lugar nos palcos da Ópera de Paris e não demora para surgir uma oportunidade de ouro, substituir uma diva no famoso teatro.

Durante a apresentação a jovem Christine demonstra talento acima do esperado e uma rapaz decide encontrar com ela, é o jovem Visconde Raoul, irmão mais novo do Conde Chagny. Raoul era amigo de Christine na infância, mas agora a jovem e talentosa artista não se recorda do seu amigo de infância. Outro fato que chama atenção de Raoul é que ao se esconder em frente a porta do camarim ele escuta um homem dialogando com a sua antiga amiga e amada, mas após Christine sair do camarim Raoul fica estupefato, pois o aposenta está totalmente vazio.


Após esse primeiro encontro, Christine entra em contato com o seu antigo amigo fora dos palcos da Ópera e confessa que mentiu, ela realmente recordava lembra, mas precisava fingir não conhecê-lo, isso ocorreu a pedido do seu misterioso tutor, o responsável por ensinar Christine a cantar de forma deslumbrante. Após relembrar o passado e conversar bastante com Raoul, Christine decide compartilhar um segredo, ela fala para o seu antigo amigo e amado que o seu tutor é o "Anjo da música" e isso deixa Raoul totalmente incrédulo. Diante de tal novidade, Raoul decide investigar quem é esse "Anjo da música", seria ele o tal "Fantasma da Ópera"? Será que esse tutor é um amante de Christine?

O Fantasma da Ópera é um grande clássico da literatura e foi adaptado diversas vezes, seja para o cinema ou teatro. Esse é um livro que mescla terror com romance, isso é algo pouco usual, ao menos em minha parca experiência como leitor não me recordo de outro livro que tenha esses gêneros literários. Outro detalhe interessa é o toma de sarcasmo adotado pelo autor na trama, fica claro que ele satiriza os romances de clichê. Aliás, há romance no livro, mas esse não é o fator principal que me prendeu e envolveu na leitura, eu fiquei vidrado foi no mistério que envolve Erick (o fantasma) e ficamos sabendo o motivo pelo qual ele se esconde, mas também porque ele foi rejeitado pela sociedade. O Fantasma é personagem profundo e peculiar, ele é controlador, manipulador, agressivo, violento e tóxico, mas esse aspecto comportamental é compreensível tendo em vista por tudo que ele passou. A verdade é que Erik tem uma triste história de vida.

Em suma, esse é um livro que entretém, leva o leitor a refletir sobre o modo de agir e viver em sociedade, mas também sobre os padrões de beleza que é imposto pela sociedade como aceitável. O Fantasma da Ópera é um clássico que fala sobre exclusão, solidão, abandono e marginalização. Esse é um romance trágico, violento e repleto de mistérios. Esse livro é maravilhoso!!

Quero parabenizar a Editora Pandorga por essa belíssima edição de luxo, tendo em vista que é uma edição em capa dura e veio em um belo box. As fontes estão confortáveis, as folhas são amareladas e contam com ilustrações. Nesse box há marcador e um livreto com informações sobre "O Fantasma da Ópera". Tudo isso enriquece a experiência do leitor.


Sobre o autor: Gaston Leroux é conhecido por sua excelente obra prima chamada "O Fantasma da Ópera". 
Ele era um aluno conceituado, recebia prêmio atrás de prêmio. Assim, em 1889, estava formado em Direito. Nesse mesmo ano, seu pai morreu e deixou-lhe uma bela quantia em dinheiro, que ele logo tratou de gastar em bebidas, mulheres, jogos e investimentos mal-sucedidos.

Desistiu do direito e foi trabalhar como jornalista em Paris. Usando seus dotes de advogado teve sucesso imediato. Foi então para um jornal maior com um salário também maior. Um caso interessante neste jornal foi um trabalho feito por ele, no qual se disfarçou de médico para adentrar na prisão e conseguir uma entrevista com um prisioneiro. Este acabou sendo inocentado graças a Leroux, porém também, pelo seu disfarce, teve de conviver com execuções, o que o tornou um inimigo da pena de morte.

Ficha técnica:
Título:
O fantasma da ópera
Autor: Gaston Leroux
Tradução: Ana Paula Doherty
Editora: Pandorga
Páginas: 400
Ano: 2021
ISBN: 
9786555790856
Onde Comprar: Amazon - Pandorga

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Resenha perfeita, como sempre arrasando!

    ResponderExcluir
  2. Meus filhos gostam muito de celular mas fico com medo sobre o eles vão acessar no celular por esse motivo no celular dele tem um programa que me permite ver tudo que é feito celular assim consigo impor limite e protege-los, é muito bom recomendo. https://brunoespiao.com.br/espiao-telepatia

    ResponderExcluir