[RESENHA #877] OS EGÍPCIOS - ISAAC ASIMOV


Sinopse: Em Os egípcios, Isaac Asimov faz um apanhado das principais eras de uma das maiores civilizações que a humanidade já conheceu, passando pelo poder e pelo esplendor dos faraós no Antigo Egito, pela época ptolomaica e pelo domínio romano – com destaque para Cleópatra –, chegando à transição para um território majoritariamente muçulmano.

Resenha/Opinião: Isaac Asimov é um autor que eu descobri muitos anos atrás, antes mesmo de criar a Saga Literária em 2015 e isso ocorreu por ter assistido aos filmes "O homem bicentenário" e "Eu, Robô", filmes que na oportunidade eu gostei muito e são adaptações de obras do autor. Isaac Asimov está entre os maiores nomes da ficção científica, mas o que muitos não sabem é que Asimov não foi apenas um dos mestres da ficção científica, pois ele escreveu diversos livros sobre ciência em que explica conceitos científicos, há também livros sobre a biologia humana, matemática, guia para compreender a Bíblia, Shakespeare e também sobre história, no caso em questão o livro "Os Egípcios" publicado nesse ano de 2021 pela Planeta.

Em "Os Egípcios" Asimov nos leva inicialmente para o Egito pré-histórico, época em que o rio Nilo era um grande mistério para o ser humano, pois possuía 
6.756 quilômetros de extensão e sua origem ou nascente era desconhecida. Em seguida somos levados ao período neolítico, foi nesse período que a caça diminuiu, a população aumentava rapidamente e os seres humanos por volta de 8.000 a.C. começou a plantar sementes e colher grãos para a sua subsistência, bem como começaram a criar animais domésticos e manufaturar utensílios de pedra sem polir em forma de lasca ou placa.


No decorrer da leitura Asimov nos apresenta a ideia de que a civilização egípcia começou a florescer entre 5.000 a 3.000 a.C., mas esse ainda era considerado um período pré-histórico e há poucos registros sobre o Egito dessa época, tendo em vista que a escrita ainda não havia aparecido e dessa forma não há registros documentais para elucidar tal período, exceto por pinturas, hieróglifos e sítios arqueológicos. Contudo, no período em que a Grécia estava a todo vapor, algo entre 1.500 e 600 a.C., o Egito havia florescido, pois havia sacerdotes que sabiam ler e escrever, o próprio Egito havia obtido grandes realizações e conquistas. Após a queda do Império Romano o Egito foi fragmentado e entrou nas trevas, a ignorância reinou por muito tempo, tendo em vista que a própria história do Egito que estava registrada em documentos se perdeu e os próprios estudiosos tiveram dificuldades de decifrar os hieróglifos que continham parte da história do Egito.

Outro aspecto interessante abordado por Asimov é sobre a unificação do Egito, pois era dividido entre Alto e Baixo Egito. Apesar de muitas inscrições antigas terem sido estudadas, há complicações sobre os nomes dos reis, pois eles eram mudados ao assumirem o trono e até mesmo novos nomes eram impostos após a morte. A unificação do Egito leva a crer que ocorreu por volta do ano de 3.100 a.C. e o responsável por tal unificação foi Menés ou Narmer que possivelmente teria sido a mesma pessoa.

Asimov tenta nos contar a história do Egito de uma forma simples, ele quase não usa fontes históricas, pois são poucas as citações ou notas de rodapé. Eu acredito que esse livro é para ser lido e apreciado para o público em geral, principalmente aqueles curiosos como eu que gostam de ler e estudar sobre a história em geral. Em determinados momentos Asimov insere nos textos algumas lendas e mitos, embora ele mesmo compartilhe o pensamento de que não sejam verdadeiros.


Eu particularmente já tinha algum conhecimento e informações sobre o Egito, mas essa leitura me proporcionou a oportunidade de conhecer ainda mais esse país milenar e tão misterioso que é por exemplo está bem presente nas histórias bíblicas. O livro foi escrito descrevendo de forma clara e envolvente, Asimov nos apresenta os momentos históricos de forma cronológica e há uma lógica nos eventos que ocorreram no Egito Antigo.

É interessante alguns momentos históricos apresentados pelo autor, principalmente aqueles que envolveram figuras como Ramsés II, Alexandre o Grande, Cleópatra e o Império Romano, mas também o surgimento do Cristianismo e a chegada do Islamismo por volta de 642 quando os árabes invadiram, conquistaram e dominaram o Egito. Em suma, eu adorei essa leitura e foi maravilhoso poder conhecer um pouco mais sobre a história do Egito!!


Sobre o autor: Isaac Asimov (1920-1992) foi um escritor norte americano, considerado um dos mais importantes escritores de ficção científica do século XX. Isaac Asimov nasceu em Petrovisk, Rússia, no dia 2 de janeiro de 1920. Com três anos de idade, mudou-se com a família para os Estados Unidos onde foi criado no bairro do Brooklin, em Nova York. Em 1928, naturalizou-se cidadão americano. Seu interesse pela ficção científica começou ainda menino. Com 14 anos, publicou sua primeira história em um jornal do colégio.

Ficha técnica:
Título: Os Egípcios
Autor: Isaac Asimov
Tradução: Luis Reyes Gil
Editora: Planeta
Páginas: 288
Ano: 2021
ISBN: 9786555354546
Onde Comprar: Amazon

Postar um comentário

1 Comentários

  1. Adorei a premissa, pois me parece ser uma leitura enriquecedora com os fatos que o autor compartilha conosco, principalmente por serem fontes históricos! Vou anotar aqui, ótima resenha.!

    ResponderExcluir