[RESENHA #883] O NASCIMENTO DO PURGATÓRIO - JACQUES LE GOFF


Sinopse: A crença na possibilidade de redimir certos pecados após a morte tem acompanhado os cristãos desde os primeiros séculos do cristianismo. Mas no sistema dualista do além, entre o Céu e o Inferno, não havia lugar para o cumprimento das penas purgatoriais. Foi necessário esperar até o final do século XII para o aparecimento da palavra Purgatório, para que este se tornasse um terceiro lugar do além em uma nova geografia do outro mundo. A presente pesquisa percorre as transformações do nascimento do Purgatório desde a antiguidade até a Divina Comédia de Dante. De fato, seu nascimento é um dos principais episódios da história espiritual e social do Ocidente.

Resenha/Opinião: Autor de várias obras marcantes, Jacques Le Goff é o autor de "O nascimento do purgatório", livro originalmente publicado em 1981 e o objetivo do autor com a publicação desse livro foi justamente compartilhar a visão do purgatório desde a antiguidade (ainda que embrionária) até a idade média, mas também os possíveis locais do purgatório e a sua lógica.

O purgatório permeia o imaginário dos humanos, pois para muitos é considerado o local que fica entra o céu e o inferno, ou seja, é um terceiro lugar no mundo após a morte. O purgatório dá uma ideia de lugar intermediário e tal ideia ganhou força na mente dos homens da idade média, sendo tal lugar o último a se definir e foi o que trouxe mais problemas para a compreensão do homem medieval. O próprio conceito de intermediário está ligado as transformações que ocorreram na Idade Média, principalmente nos aspectos sociais, mentais e religioso.

Pela visão da Igreja Católica, o purgatório tem um significado diferente do purgatório judaico, mais conhecido como Shéol judaico, pois enquanto na visão cristã o purgatório serve para que os mortos sofram uma ou algumas provações, na visão do judaísmo esse é um lugar triste e inquietante, mas desprovido de castigos.


Ao longo da leitura percebemos que o purgatório não foi imaginado ou criado pelas primeiras comunidades cristã, a bem da verdade é que tal crença surgiu e solidificou entre os anos de 1150 e 1250 d.C. em tais comunidades. O motivo do surgimento do purgatório na crença cristã ocorreu para que a alma imortal como é, fique purgando, ou seja, o objetivo é se livrar das impurezas adquiridas durante a vida terrena.

Durante a Idade Média havias formas de abreviar o tempo da alma no purgatório e isso ocorreria através da compra de indulgências (noveas ou missas pagas aos padres), mas também por meio de orações. A crença na existência do purgatória está ligada a crença da imortalidade, sendo o purgatório apenas uma fase de transição para a alma.

O nascimento do purgatório é mais um livro do historiador francês Jacques Le Goff que compartilho com vocês e novamente fiquei encantado com a riqueza de detalhes e informações compartilhada pelo autor. Contudo, para alguns leitores esse livro pode ser cansativo justamente pela quantidade de informações, ou seja, é uma leitura densa. Ao longo da leitura eu precisei realizar algumas pesquisas e buscar apoio em outros materiais para a melhor compreensão, mas em nenhum momento isso foi algo enfadonho, pois eu adoro realizar pesquisas. 

Um aspecto claro que fica claro sobre o purgatório é que a Igreja Católica na idade média fez uso do medo e incutiu na cabeça do homem daquele tempo que era possível fugir das provações no post morte (depois da morte) efetuando "contribuições" para a igreja, assim o homem de posses poderia livrar a própria alma dos tormentos e garantir uma "passagem" para o céu, isso também valia para qualquer familiar querido. A própria existência do purgatório também está a ligada a ideia do julgamento dos mortos, algo que é difundido em outras religiões. Ainda há a ideia de um duplo julgamento, o primeiro no momento da morte e outra no fim dos tempos.

Outro aspecto interessante é que me deparei com diversas figuras histórias ao longo da leitura, incluindo o famoso poeta italiano Dante Alighieri e sua famosíssima obra chamada a Divina comédia, cujo dois primeiros cânticos são justamente o Inferno e o Purgatório. Esse é um livro fascinante, pois podemos conhecer como a ideia da existência do purgatório foi utilizada na idade média, bem como podemos aprofundar o nosso conhecimento sobre esse período que para muitos foi tenebroso. Em suma, eu adorei a leitura e recomendo para todos que desejam conhecer um pouco mais os meandros da idade média.


Sobre o autor: Jacques Le Goff (Toulon, 1 de janeiro de 1924 — Paris, 1 de abril de 2014) foi um historiador francês especialista em Idade Média. Autor de dezenas de livros e trabalhos, era membro da Escola dos Annales, pertencente à terceira geração, empregou-se em antropologia histórica do ocidente medieval.

Ficha técnica:
Título: O nascimento do purgatório
Autor: Jacques Le Goff
Tradução: Maria Ferreira
Editora: Vozes
Páginas: 576
Ano: 2017
ISBN: 9788532654830
Onde comprar: Amazon - Vozes

Postar um comentário

0 Comentários