[RESENHA #887] A BIBLIOTECA DA MEIA-NOITE - MATT HAIG


Sinopse: A Biblioteca da Meia-Noite é um romance incrível que fala dos infinitos rumos que a vida pode tomar e da busca incessante pelo rumo certo. Aos 35 anos, Nora Seed é uma mulher cheia de talentos e poucas conquistas. Arrependida das escolhas que fez no passado, ela vive se perguntando o que poderia ter acontecido caso tivesse vivido de maneira diferente. Após ser demitida e seu gato ser atropelado, Nora vê pouco sentido em sua existência e decide colocar um ponto final em tudo. Porém, quando se vê na Biblioteca da Meia-Noite, Nora ganha uma oportunidade única de viver todas as vidas que poderia ter vivido.Neste lugar entre a vida e a morte, e graças à ajuda de uma velha amiga, Nora pode, finalmente, se mudar para a Austrália, reatar relacionamentos antigos – ou começar outros –, ser uma estrela do rock, uma glaciologista, uma nadadora olímpica... enfim, as opções são infinitas. Mas será que alguma dessas outras vidas é realmente melhor do que a que ela já tem? Em A Biblioteca da Meia-Noite, Nora Seed se vê exatamente na situação pela qual todos gostaríamos de poder passar: voltar no tempo e desfazer algo de que nos arrependemos. Diante dessa possibilidade, Nora faz um mergulho interior viajando pelos livros da Biblioteca da Meia-Noite até entender o que é verdadeiramente importante na vida e o que faz, de fato, com que ela valha a pena ser vivida.

Resenha/Opinião: Aos 35 anos de idade, Nora Seed chegou em um ponto de sua vida que acumula diversos arrependimentos, a sua própria vida não tem muito sentido e ela convive com a depressão. Nora enfrentou um noivado infrutífero, ela tem um irmão com quem não tem contato e está insatisfeita com o trabalho que tem. Mesmo diante de tantas experiências ruins é de se esperar que a sua vida não vai piorar ainda mais. Contudo, toda a situação é agravada quando o seu gato morre, além desse triste evento, Nora é demitida do seu trabalho. Agora, sem o seu gato e desempregada, Nora decide terminar com a própria vida.

Em uma noite solitária, Nora decide seguir em frente com o pensamento de tirar a própria vida, para isso ela ingere uma dose forte de antidepressivos e apaga totalmente. Em determinado momento ela acorda, ainda atordoada percebe que está em um lugar totalmente novo, ela encontra-se em frente a um prédio enorme, onde há um relógio marcando meia-noite.


Nora decide entrar no prédio e descobre que o local abriga uma biblioteca e como tal, o lugar está repleto de livros, ela sê vê na Biblioteca da meia-noite. Esse é um lugar em que cada livro na estante é uma escolha que ela poderia ter feito, ou seja, cada livro é uma oportunidade ou experiência que ela poderia ter vivido,  mas que por seus atos e condutas não conseguiu vivenciar. Mesmo com alguma resistência, ela começa a tirar cada um desses livros da prateleira e experimenta essas vidas que poderia ter tido.

Ao ter cada um desses livros em mãos Nora tem uma grande oportunidade, ela tem a chance de enfrentar os arrependimento, ela tem a oportunidade de reverter cada uma dessas situações que tanto lhe machucou. Nora tem em mãos a chance de voltar no tempo e desfazer aqueles arrependimentos. Diante dessa incrível e única possibilidade, Nora faz uma grande viagem em sua história, ao mesmo tempo explora profundamente a Biblioteca da Meia-noite, enquanto busca entender o significado do que é viver.

Esse não é o primeiro livro que leio do Matt Haig, por isso, revisitar a sua escrita é um prazer. Em "A Biblioteca da Meia-noite" o autor nos apresenta um enredo envolvente, algo que está ligado diretamente a prosa leve e ágil que ele apresenta, além disso, os capítulos são curtos, algo que ao meu ver cansa menos o leitor. Apesar de tratar de temas delicados como suicídio, depressão, morte e arrependimentos, o autor conseguiu deixar a leitura leve e isso é um ponto positivo.

Matt Haig nos apresenta diversos personagens ao longo da leitura, mas nenhum deles foram desenvolvidos profundamente, tendo em vista que o foco é justamente a Nora. Dessa forma, eu não criei nenhuma ligação com nenhum personagem secundário, mas isso em nenhum momento me incomodou. Por outro lado, Nora foi bem desenvolvido ao meu ver e podemos acompanhar as suas decisões, aspectos comportamentais e toda a dor que enfrentou. É igualmente interessante acompanhar as experiências de Nora ao visitar as inúmeras vidas que poderia ter vivido.


O arrependimento é uma das poucas certezas que temos em vida, além da morte, é claro. Eu digo isso porque tenho alguns arrependimentos, condutas e escolhas que se eu pudesse voltar no tempo não teria feito, aliás, acredito que todo ser humano tem ao menos algum arrependimento. Matt Haig trata o tema de forma magistral, ele fala sobre o impacto dos arrependimentos na vida do ser humano, o peso e a dor que enfrentamos devido aos arrependimentos, o quanto fazem parte de nossas vidas. Contudo, os arrependimentos servem para crescermos enquanto humanos, servem para moldar a nossa vida e caráter, ou seja, essas experiências negativas são de certa forma úteis.

O livro basicamente fala sobre segundas chances, tendo em vista que é essa a oportunidade que Nora tem em sua vida, são as segundas chances que a vida nos dá e as segundas chances que construímos para nós. Em suma, esse é um livro inspirador, reflexivo, envolvente e bem acima da média. É uma leitura leve que nos leva a ter esperança sobre dias melhores.


Sobre o autor: MATT HAIG nasceu em Sheffield, na Inglaterra, em 1975. Ele escreve livros adultos e infantis, frequentemente mesclando, com um toque sutil, os mundos da realidade doméstica e da mais absoluta fantasia. Seus romances mais famosos já foram traduzidos em 28 idiomas. Ele também é um premiado escritor de livros infantis. O jornal The Guardian descreveu seu texto como "deliciosamente estranho", e o New York Times o chamou de "romancista de grande talento", cuja narrativa é "engraçada, fascinante e comovente". Atualmente, Matt mora em York e Londres.

Ficha técnica:
Título:
A biblioteca da meia-noite
Autor: Matt Haig
Tradução: Adriana Fidalgo
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 308
Ano: 2021
ISBN: 9788501304377
Onde comprar: Amazon - Record

Postar um comentário

0 Comentários