[RESENHA #889] O BECO DAS ILUSÕES PERDIDAS - WILLIAM LINDSAY GRESHAM


Sinopse:
Clássico da literatura norte-americana, adaptado para o cinema por Guillermo del Toro: um verdadeiro ensaio sobre a natureza do mal. O jovem Stan Carlisle, carroceiro de um circo de variedades, assiste, em um misto de repulsa e curiosidade, a uma das principais atrações do lugar: um alcoólatra, decadente e entregue à própria imundice, é apresentado como um selvagem, sendo objeto de espanto, nojo e escárnio da multidão voyeurística. Stan se pergunta como um homem pode se humilhar e perder a dignidade daquela forma. Ele jura que nunca, de forma alguma, essa desgraça poderia acontecer com ele. Stan é inteligente e ambicioso – e não sem um traço útil de crueldade –, e em breve sobe na hierarquia do circo. No palco, vira assistente no espetáculo de leitura de mentes e adivinhação, e em pouco tempo se “gradua” como um espiritualista. Aproveitando-se de suas novas habilidades, sai do circo e passa a atender ricos e crédulos em suas belas casas. O mundo parece estar à disposição de Stan. Mas seu caminho cruzará com o de uma perigosa psiquiatra, e nem tudo sairá como planejado: as ambições do jovem Stan cobrarão seu preço.

Resenha/Opinião: O beco das ilusões perdidas é um clássico noir que tem como ambientação a cidade de Nova York e aqui acompanhamos a história de Santon 'Stan" Carlisle, um jovem ambicioso, inteligente, implacável, esperto, mas também carrancudo. Stan é um carroceiro que trabalha em um circo de variedades e em determinado momento assiste com uma certa aversão e asco, mas também com uma profunda curiosidade uma das principais atrações: um certo alcoólatra e decadente visto como um homem selvagem que ao mesmo tempo é alvo das zombarias e nojo da multidão polvorosa que insisti em humilhá-lho.

Stan fica pensando e se perguntando como um homem pode se sujeitar a tal de indignidade, pois tal exposição somente leva o sujeito ao campo da humilhação, não há nada digno no seu trabalho. Diante de tal cenário Stan jura que tal desgraça jamais vai acontecer com ele, mas se algo semelhante acontecer, ele não sabe como vai se comportar.

Com o decorrer do tempo o jovem e ambicioso carroceiro recebe uma promoção, ele galga posições na hierarquia do circo e sobe ao palco, local onde vira um assistente de espetáculo, mais especificamente nas apresentações em que ocorre adivinhações e leitura de mentes. Em sua nova função, Stan observador como é aprende rapidamente presta atenção aos detalhes e à psicologia utilizada para ler mentes e realizar adivinhações. 

Stan não demora muito para dominar as habilidades necessárias para ser um mentalista ou espiritualista e dessa forma a vida novamente sorri para ele. Stan tão logo toma uma decisão, ele sai do circo. Em sua nova jornada como espiritualista o jovem Stan passa a atender um público seleto, ele começa a atender pessoas ricas diretamente em suas belas casas e o mundo finalmente parece estar aos seus pés. Porém, o mundo não é um lugar bonito ou feito apenas de flores e seu caminho cruza com o de Lilith Ritter, uma jovem e perigosa psiquiatra que é subestimada por Stan, mas que no fundo tem tudo para acabar com as ambições do jovem espiritualista.

O beco das ilusões perdidas é um romance noir intenso e envolvente, pois aqui há personagens que fazem de tudo para crescer na vida, até mesmo atos imorais e antiéticos. O autor utilizou de 22 cartas do Tarô para estruturar a história e cada capítulo é introduzido por uma carta de Tarô que no final das contas sugere que não há como fugir das garras do destino.


É interessante acompanhar a vida de Stan, pois ele é um jovem extremamente ambicioso e no início leva uma vida solitária, tendo em vista que passa despercebido por ser um simples carroceiro. Contudo, ao se tornar um espiritualista ou mentalista, para alguns um mágico dos sonhos, ele começa a ganhar notoriedade e a tão sonhada ascensão. Todavia, ao deixar de ser um jovem sonhador e de certa forma uma pessoa agradável para ser um homem famoso, ele muda o seu jeito de ser, à medida que se torna bem-sucedido Stan demonstra ser um homem cínico e desprezível, esse sucesso serve para mostrar o seu verdadeiro caráter, já que ele nunca lida verdadeiramente com os seus demônios internos.

Eu particularmente gostei muito de conferir os personagens apresentados pelo autor, mas também a gangorra que é a vida de Stan. Esse é um livro inesquecível e visceral, eu fiquei tão envolvido na leitura que quando percebi já estava terminado a leitura. Quero ressalta o final, é simplesmente a melhor parte do livro! Eu adorei conhecer a escrita do William, é simplesmente fenomenal!! Esse livro é imperdível e recomendo para todos que curtem livros impactantes e reflexivos.

Sobre o autor: William Lindsay Gresham (1909-62) foi um escritor norte americano, muito conhecido por suas obras no gênero noir. Publicado em 1946, O beco das ilusões perdidasnasceu entre o fim de 1938 e o início de 1939, inverno no hemisfério norte, em um povoado próximo a Valencia, Espanha. Gresham foi um dos voluntários internacionais que haviam ido defender a república na causa perdida da Guerra Civil Espanhola. Enquanto aguardava a repatriação, um homem lhe contou algo que o surpreendeu e assustou. Era a história de uma atração de parque de diversões itinerante que chamavam de “selvagem”: um bêbado tão no fundo do poço que arrancava, a mordidas, cabeças de galinhas e cobras só para conseguir bebida para encher a cara. Gresham tinha apenas 29 anos na época. Depois, ele diria: “Aquela história me assombrou. Finalmente, para me livrar dela, fui obrigado a escrevê-la. O romance, baseado nela, pareceu horrorizar tanto os leitores quanto a história original havia me horrorizado”. O beco das ilusões perdidas é esse romance. Considerado um clássico da literatura norte-americana, virou filme em 1947 e agora está sendo readaptado ao cinema por Guillermo del Toro. No elenco estrelado, estão Cate Blanchett, Bradley Cooper, William Dafoe, Toni Collette, Rooney Mara e outros.

Ficha técnica:
Título:
O beco das ilusões perdidas
Autor: William Lindsay Gresham
Tradução: Flávia Souto Maior
Editora: Planeta
Páginas: 304
Ano: 2021
ISBN: 9786555355222
Onde comprar: Amazon - Planeta

Postar um comentário

0 Comentários