[RESENHA #891] OS CEM MIL REINOS - N. K. JEMISIN


Sinopse: Tudo o que Yeine sabia sobre Céu eram as histórias aterrorizantes, mas logo ela percebe que a realidade é ainda pior.Os cem mil reinos, primeiro volume da trilogia Legado, é o livro de estreia da aclamada N. K. Jemisin, best-seller do The New York Times. A jovem Yeine é convocada para a majestosa cidade Céu, onde, para sua surpresa, é nomeada herdeira do rei Dekarta Arameri, o avô que jamais conheceu. Antes de seu nascimento, sua mãe abandonou a realeza para viver um grande amor. Deixando para trás também a família, o sobrenome, o legado e, principalmente, as intrigas envolvendo a família Arameri. Deserdada e distante, ela não preparou Yeine para a vida no palácio, que além de abrigar a família mais poderosa dos cem mil reinos, serve de prisão para deuses de verdade.Yeine não esperava cruzar com os deuses nos corredores do palácio e muito menos que eles tivessem que satisfazer a vontades e caprichos de seus parentes (e rivais) mais poderosos. O trono dos cem mil reinos não é fácil de ser conquistado e Yeine precisa sobreviver em meio a segredos, traições, magia e o interesse dos deuses por ela. Em especial, o mais perigoso de todos, Nahadoth, também conhecido como Senhor da Noite, o primeiro ser vivente do universo.

Resenha/Opinião: Escrito pelo aclamada autora de literatura fantástica e ficção científica N. K. Jemisin, "Os cem mil reinos" foi publicado originalmente em 2010 e chegou ao Brasil no ano de 2021 por meio da Editora Galera (Grupo Editorial Record). Nesse livro conhecemos a história de Yeine Darr, uma jovem de 19 anos integrante da mais importante família dos Céus. Yeine é filha de um grande guerreiro e tudo o que ela sabia sobre o Céu eram histórias terríveis e aterrorizantes, mas em determinado momento ele percebeu que a realidade era muito pior do que imaginada.

Yeine Darr ainda muito jovem precisa lidar com uma grande perda, pois a sua mãe faleceu e sob circunstâncias misteriosas. Enfrentando a dor do luto, Yeine é convocada à cidade do Céu e lá descobre que tem um avô que jamais conheceu e ele é o rei Derkarta Arameri, ou seja, ela é uma das herdeiras do rei. Essa verdade só veio ao conhecimento de Yeine agora, pois a sua mãe abandonou todo o luxo, nome, legado, a vida da realeza e as intrigas da família Arameri antes mesmo do nascimento da filha e esse abandono ocorreu por causa de um grande amor.


O grande problema é que a mãe de Yeine foi deserdada e vivendo longe da vida palaciana não foi capaz de preparar a filha para as disputas inerentes ao trono, o que incluí lidar com toda a trama, intrigas, política e opositores que Yeini vai enfrentar na cidade do Céu, sejam eles primos ou até mesmo deuses, aliás, ela não esperava que o seu caminho fosse cruzar com os deuses no palácio. Para conquistar o trono dos cem mil reinos, Yeine precisa sobreviver aos obstáculos, magias, segredos e intrigas. Contudo, ela ainda precisa enfrentar um mal maior, Nahadoth, o Senhor da Noite e primeiro ser vivente do universo.

Esse não é o meu primeiro contato com a escrita da Jemisin, por isso não é uma surpresa o quanto ela é capaz de criar universos e personagens maravilhosos, eu digo isso, pois Yeine é uma protagonista maravilhosa e podemos acompanhar a sua transformação, vemos a jovem ganhando maturidade e empoderamento. É interessante acompanhar a sua evolução, o quanto ela passa a descobrir sobre si mesma, mas também sobre as pessoas que estão ao seu redor.

Yeine foge dos estereótipos de beleza que podemos acompanhar em muitos livros de literatura fantástica, pois ela é uma jovem de pele morena ou marrom, ela também não se considera bonito e muito menos dá algum valor ou importância para a sua aparência, aliá, a diversidade é algo presente nesse livro e acho isso super positivo.


Os cem mil reinos é um livro fantástico, a história construída pela autora é intrigante, interessante e envolvente. Jemisin coloca um pouco de tudo no enredo, pois há intrigas, reviravoltas, aspectos políticos e sociais, mas também há espaço para a magia. Eu só posso dizer que a autora foi capaz de colocar todos esses aspectos funcionando em equilíbrio. Os cem mil reinos é o primeiro livro da trilogia "Legado" e mal posso esperar pelos próximos volumes!

Sobre a autora: N. K. Jemisin é considerada uma das principais autoras de fantasia e ficção científica da atualidade. Foi primeira pessoa a vencer a categoria principal do Prêmio Hugo três vezes consecutivas. E, também, já ganhou os Prêmios Nebula e Locus. Suas obras, que falam sobre resistência, violência e a liminaridade do ser humano, já atingiram o topo da lista de mais vendidos do The New York Times.

Ficha técnica:
Título:
Os cem mil reinos
Autora: N. K. Jemisin
Tradução: Ana Cristina Rodrigues
Editora: Galera
Páginas: 378
Ano: 2021
ISBN: 9786559810185
Onde comprar: Amazon - Record

Postar um comentário

0 Comentários