[RESENHA #896] CIVILIZAÇÃO - NIALL FERGUSON


Sinopse: Em 1411, se você desse uma volta ao redor do mundo, ficaria impressionado com as civilizações do Oriente. A China da dinastia Ming estava em pleno desenvolvimento. No Oriente Médio, os otomanos estavam se aproximando de Constantinopla, que seria tomada em 1453. Já a Europa Ocidental era composta de Estados miseráveis (como Inglaterra, França, Portugal), assolados pela peste, por péssimas condições sanitárias e por guerras intermináveis. Quanto à América do Norte, era uma selvageria anárquica em comparação com os reinos astecas, maias e incas nas Américas Central e do Sul. Quando você terminasse sua volta ao mundo, a noção de que o Ocidente dominaria o restante pareceria bem fantasiosa. No entanto, foi exatamente isso o que aconteceu. O que fez com que a civilização europeia sobrepujasse os impérios do Oriente? Segundo o historiador Niall Ferguson, tudo se deve a seis incríveis “aplicativos” que o Ocidente desenvolveu e que ninguém mais tinha: a competição, a ciência, o direito de propriedade, a medicina, o consumo e a ética do trabalho, e cada um desses “aplicativos” são abordados nesta obra. Por fim, o autor se pergunta se o Ocidente continua tendo condições de dominar o mundo hoje da mesma forma que sempre fez – ou se, na verdade, estaria indo rumo à decadência e à queda. Em Civilização, Niall Ferguson nos traz a narrativa definitiva da história do mundo moderno.

Resenha/Opinião: Niall Ferguson é um dos maiores historiadores e pesquisadores da atualidade, isso fica claro em suas publicações sobre História econômica e financeira. Em "Civilização" o autor traça uma trajetória dos últimos 500 anos das nações ocidentais e orientais, aliás, ele tece comparações sobre o desenvolvimento social, cultural e científico entre essas regiões, algo que ele faz de forma clara e fundamentada, utilizando os aspectos históricos.


Ao longo do livro fica claro o viés provocativo do autor, algo que fica claro ao afirmar que se em 1411 o ser humano desse uma volta ao mundo ficaria completamente maravilhado com as civilizações do Oriente, pois elas estavam mais organizadas, estruturadas e avançadas que as civilizações do Ocidente, além disso, seria difícil imaginar que o Ocidente ascenderia de tal forma ao ponto de dominar o mundo durante o restante do milénio.

Essa mudança na balança do poder ocorreu por inúmeros motivos, um deles foi a expansão do comércio, ou melhor, a abertura dos países ao comércio exterior. Outros aspectos primordiais para o sucesso do Ocidente foram justamente os avanços na ciência, medicina, democracia, regulações e ética de trabalho, mas também o consumismo.

Um exemplo claro do declínio do Oriente está na China, pois o país era uma potência e o seu declínio começou por volta de 1640 através da combinação de diversos fatores como a mudança climática, epidemias, rebeliões, crises fiscais e monetárias, tudo isso aliado ao colapso da dinastia Ming. A grande diferença e o ponto chave que era o aspecto institucional, tendo em vista que a Europa Ocidental superou os países asiáticos, principalmente a China pela competição, seja no aspecto econômico ou político.


As nações ocidentais avançaram no território asiático durante o século XIX, ou seja, o Imperialismo Ocidental tomou conta de nações Orientais e isso ocorreu em parte pelos avanços tecnológicos no campo de armas, mas também na medicina, tendo em vista que os europeus tinham a metralhadora Maxim, mas também foram capazes de elaborar vacinas contra doenças tropicais.

Em suma, Civilização é uma obra bem fundamentada e repleta de detalhes, pois permite o leitor a conhecer todo o desenvolvimento social e científica, mas também cultural que permitiram o Ocidente a ultrapassar o Oriente nesses campos e conquistar diversas nações dessa região do mundo. Ao longo da leitura nós conhecemos diversos eventos históricos e isso foi algo que gostei muito. Eu recomendo a leitura para todos que amam história ou simplesmente querem conhecer a evolução e transformações que as nações do Ocidente e Oriente passaram.


Sobre o autor: Nascido em 1964, Niall Ferguson é um dos mais renomados historiadores da Grã-Bretanha. Leciona na Universidade Harvard e é pesquisador na Universidade Stanford. Escreve regularmente para jornais e revistas do mundo inteiro. Apresentou uma série de documentários na TV britânica – sendo que um deles, A ascensão do dinheiro, ganhou o Emmy. É autor de quinze livros, muitos deles best-sellers e publicados no Brasil pela Editora Planeta. Ferguson divide o seu tempo entre os Estados Unidos e o Reino Unido.

Ficha técnica:
Título:
Civilização - Ocidente x Oriente
Autor: Niall Ferguson
Tradução: Janaína Marcoantonio
Editora: Crítica
Páginas: 432
Ano: 2021
ISBN: 9786555354355
Onde comprar: Amazon - Planeta

Postar um comentário

0 Comentários