[RESENHA #903] OS ELEITOS - TOM WOLFE

 

Sinopse: No início da década de 1960, os EUA selecionam sete jovens pilotos para o projeto Mercury, com o qual pretendem assumir a dianteira de uma forjada corrida espacial. Esses primeiros astronautas americanos, ex-pilotos de caça acostumados a ter participação ativa e fundamental em voo, seriam agora colocados numa cápsula e lançados ao espaço. Tinham a alimentar-lhes a vaidade o assédio da imprensa - a Fera - e a comoção popular. Mas, acima de tudo, possuíam a qualidade certa, um amálgama de vigor, coragem, sinapses velozes e a fibra necessária para enfrentar o desconhecido. Naquele momento, os EUA amargavam um nada honroso segundo lugar no controle dos céus. Afinal, a União Soviética lançara, em 1957, o primeiro satélite artificial - o Sputnik - e, em abril de 1961, Yuri Gagarin efetuara uma órbita em torno da Terra. Nas entrevistas com astronautas para a execução do livro, Wolfe logo descobriu que nenhum deles, por mais loquaz que fosse, pensava em discutir o que ele julgava essencial: a natureza da coragem. O autor avaliou também que a resposta às suas dúvidas não seria certamente encontrada numa eventual relação de “pré-requisitos para voar no espaço”. Corajosos como os soldados de cavalaria no passado, os pilotos militares visitados por Tom Wolfe eram a confirmação do que o médico inglês Charles Moran previra na década de 1920: o jovem do futuro buscaria na aviação o mesmo tipo de glória e reconhecimento proporcionados pela participação na guerra. Os eleitos retoma a história do projeto Mercury e tenta, a partir daí, indagar sobre o que levou alguns homens a desejar correr perigos e tornar-se ícones de uma época dominada pela figura do anti-herói. Esse mistério psicológico é, segundo Wolfe, um dos mais secretos e extraordinários dramas do século XX. Livro que inspirou a série do Disney Plus estrelando Patrick J. Adams, Jake McDorman e Colin O'Donoghue."

Resenha/Opinião: Publicado originalmente nos Estados Unidos em 1979 e no Brasil através da Rocco em 1989, "Os Eleitos" ganhou uma nova edição em 2021 por meio da própria Rocco, aliás, em 2020 o livro foi adaptado pela Disney+ e ganhou uma série. "Os eleitos" conta a história dos primeiros astronautas estadunidenses, aqueles que ficaram conhecidos como "Mercury Seven" ou "Sete Originais", esses astronautas foram selecionados pela NASA em 1958 e anunciados publicamente em 1959. Essa inovadora equipe era composta por: Scott Carpenter, John Gleen, Gordon Cooper, Wally Schirra, Alan Shepard, Deke Slayton e Gus Grissom, ou seja, eles foram os pioneiros da última fronteira, os responsáveis por desbravar espaço, aliás, a ideia não era apenas voar para o espaço, mas vender a ideia de que voar para o espaço era possível.


Esse objetivo de viajar ao espaço teve um motivo, não foi baseado apenas no desejo intrínseco do homem explorar o desconhecido, pois em 4 de outubro de 1957, a União Soviética lançou o Sputnik, o primeiro satélite artificial que foi lançado em órbita, ao redor da terra. O sucesso da empreitada soviética saltou aos olhos dos Estados Unidos, pois acreditava-se que eles tinham alcançado o ápice da pirâmide tecnológica. Contudo, com essa conquista veio o temor dos EUA, pois se a União Soviética era capaz de lançar um satélite ao redor da Terra, eles deveriam ser capazes de enviar ogivas nucleares por meio de foguetes para toda Europa e até mesmo aos Estados Unidos.

Diante de tal conquista obtida pela União Soviética, o medo, a ansiedade e até mesmo a perda de confiança nos Estados Unidos serviram de combustível para dar um impulso na "corrida espacial", mas também para ganhar força na corrida armamentista entre os EUA e a URSS que vigorou durante a Guerra Fria, pois o objetivo era construir e estocar mísseis poderosos.


O objetivo dos Estados Unidos ao investir no programa espacial queria demonstrar que era uma nação mais avançada tecnologicamente e poderosa do que a URSS, mas também queria mostrar ser capaz de levar o homem até a órbita da Terra e trazê-lo de volta com segurança, o que servia para avaliar a capacidade humana no espaço.

Os Eleitos é uma leitura incrível, pois aqui o autor nos demonstra a história dos primeiros astronautas ou "viajantes estelares", homens que foram selecionados por sua bravura, habilidade em pilotar aviões (caças), mas também por seus conhecimentos nos campos da física e matemática. Wolfe ao retratar a época da corrida espacial, acaba por apresentar diversos aspectos da Guerra Fria, o que ao meu ver foi bem interessante. Contudo, o objetivo não é esse, mas apresentar o comportamento humano, os que os homens estavam dispostos a fazer para explorar o desconhecido.

Tom Wolfe não estava interessado apenas em conhecer a vida e luta dos astronautas nessas empreitada, ele também queria conhecer o dia a dia das esposas desses heróis, ele queria saber como cada uma delas lidava com o perigo inerente a profissão de seus esposos. Wolfe também abre espaço para retratar a vida daqueles pilotos que não foram selecionados para esse grandioso projeto, isso fica claro ao retratar Chuck Yeager, o primeiro piloto a quebrar a "barreira dos som". Contudo, os pilotos famosos daquela época foram ofuscados pelos astronautas.


Em suma, esse livro é fabuloso, é uma leitura maravilhosa e um dos melhores livros que li nos últimos tempos. Wolfe compartilha inúmeras informações sejam elas positivas ou negativas e em sua narrativa nos apresenta um dos sonhos americanos, um sonho até então inatingível que era tocar o espaço, algo que os cientistas e astronautas conseguiram com muito suor, sangue e lágrimas, pois foram diversas batalhas que enfrentaram até atingir o objetivo, algumas batalhas eles perderam, mas no final das contas alcançaram o objetivo final com muita determinação e bravura.


Sobre o autor: Um dos mais importantes nomes do jornalismo internacional, o norte-americano Tom Wolfe, um dos fundadores do New Journalism, nasceu em 1930, em Richmond, Virginia, e morreu em maio de 2018, aos 88 anos, em Nova York. Verdadeiro documentarista da vida americana, escreveu reportagens que fizeram história para veículos como Esquire, New York Magazine, Harper’s e outros, além de mais de uma dúzia de livros de ficção e não ficção, como o bestseller A fogueira das vaidades, romance que se tornou referência na prosa norte-americana ao pintar um retrato arrebatador e satírico da Nova York movida a dinheiro, poder, ganância e vaidade da década de 1980. Seu último livro, O reino da fala (2016), é um polêmico ensaio sobre evolução e linguística.

Ficha técnica:
Título:
Os Eleitos
Autor: Tom Wolfe
Tradução: Lia Wyler
Editora: Rocco
Páginas: 432
Ano: 2021
IBSN: 9786555320916
Onde comprar: Amazon - Rocco

Postar um comentário

0 Comentários