[RESENHA #910] NARRATIVAS DE HORROR - H. P. LOVECRAFT


Sinopse: A prosa ficcional de H. P. Lovecraft é um mar de fantasia e pesadelo. Criaturas assombradas se espreitam no escuro, em casas abandonadas, igrejas e até mesmo nos sonhos. Porém elas não surgem do nada, o autor ambienta seus leitores em cenários oníricos, por vezes psicodélicos, onde descrições cósmicas são feitas por meio de uma geometria não tradicional, permeadas de uma sinestesia frenética: os cheiros, os ângulos, as cores, o tato, tudo contribui para engajar o leitor em sua atmosfera sufocante e tenebrosa. Nessa coletânea de contos haverá cultos antigos, cerimônias aterradoras, seres maléficos, aventuras em recantos sombrios e remotos do cosmo e do mundo dos sonhos. Loucura e medo andam lado a lado e o horror de Lovecraft promete afetar a sensibilidade até mesmo dos mais assíduos fãs de terror clássico.

Resenha/Opinião: Narrativas de Horror é uma compilação de contos de H. P. Lovecraft, ao todo são sete contos e um deles é extremamente famoso, "O chamado de Cthulhu". O livro foi publicado pela Pandorga no final de 2021 e eu não pensei duas vezes em solicitar esse livro através da parceria que temos com a editora, mas chega de conversa e vamos aos contos, pois é o que nos interessa.

O Chamado de Cthulhu: O conto foi escrito originalmente em 1926 e acompanhamos os relatos do sobrinho-neto e herdeiro de George Gammell Angell, um professor na Brown University Providence, em Rhode Island. Em certa oportunidade, George Gammel estava procurando por alguns documentos e ao invés de encontrar o que estava procurando, encontra na verdade uma caixa que o deixa bastante curioso e ao abrir a mesma, acha uma escultura de barro retratando uma criatura no mínimo intrigante e bizarra que ele mal consegue descrever, tratava-se de um monstro de corpo grotesco e escamoso, possuidor de tentáculos e asas rudimentares.

A partir desse momento, o sobrinho de Angell busca uma forma de desvendar o mistério que ronda a morte de seu tio-avô, que havia tentado descobrir a relação entre cultos, acontecimentos estranhos e uma criatura denominada de "Cthulhu", presente em diversas culturas da humanidade, em épocas e lugares distintos.


Os sonhos na casa da bruxa: Nesse conto acompanhamos Walter Gilman, ele é um universitário e estuda na faculdade da cidade de Arkham. Gilman em determinado momento resolve fazer diversas pesquisas misturando cálculos, física e matemática em geral com folclore, incluindo a histórias sobre a Prisão de Salém. Ele passa seu tempo mergulhado nas pesquisas e estudos científicos no sótão de uma velha casa que outrora pertenceu a uma bruxa. O grande problema é que ele passa a ter visões e pesadelos terríveis onde vislumbra uma criatura tétrica e sua dona, a bruxa Keziah Mason e seus dias mudam completamente.

O visitante das trevas: Nessa história somos apresentados à Robert Blake, um escritor que simpatiza com o oculto e por isso se muda para uma cidade conhecida pelas lendas antigas, é nesse lugar que ele busca a inspiração para escrever. Já na cidade e em seu novo lar, Blake passa o dia em uma das janelas de sua casa, pois é de lá que ele tem a visão de diversos pontos da cidade. Contudo, um ponto específico chama a sua atenção: a torre de uma igreja com estilo gótico. Após tentar obter informações sobre o lugar com os locais, Robert ignora todos os avisos e decide explorar o local. A igreja aparenta estar abandonada por muitos e muitos anos, mas Blake acaba descobrindo que o lugar é utilizado para um fim não muito convencional.


O festival: Este conto nos apresenta um protagonista sem nome que possui um passado misterioso e intrigante. A família desse protagonista esconde segredos milenares, segredos esses que ele passa a conhecer após ser introduzido nos mistérios místicos da impronunciável obra conhecida como Necronomicon de Abdul Alhazred.

A chave de prata: Aqui conhecemos Randolph Carter, um homem sonhador que em sua infância tinha sonhado grandes sonhos, mas que em certo momento da sua vida foi seduzido pelas limitações da ciências, pelas promessas e belezas da religião e até por todo o vazio do ateísmo, seduzido e conquistado, Randolph perdeu toda e qualquer ligação que ainda tinha estabelecido com o mundo dos sonhos. Em certo momento da sua vida, o protagonista sobrevivia apenas por meio do seu amor pelo equilíbrio e harmonia, até que certo dia, ele descobre a chave para voltar a sonhar os sonhos da sua infância.

Dagon: Escrito em junho de 1917, a história se passa durante a Primeira Grande Guerra Mundial. Dagon é um relato de sobrevivência de um marinheiro que é capturado pelas forças dos eixo (alemães nazistas), mas que em determinado momento consegue escapar das forças opressoras. Contudo, em sua fuga, o marinheiro fica à deriva em alto mar e ele precisa utilizar de seus conhecimentos para sobreviver mesmo estando em um cenário sombrio.


Opinião geral: Narrativas de Horror é um livro pequeno e tem sete contos. Contudo, os contos selecionados são magistrais, deixando claro toda a capacidade de Lovecraft para criar cenários e situações de horror que mechem com a nossa imaginação, utilizando de inúmeras descrições que tornam a nossa experiência mais real e torna a leitura mais prazerosa. Fica claro ao longo da leitura que o suspense, mistério e horror estão presente em todos os contos e isso é algo que me agrada, mas em determinados contos o horror está mais presente, já em outras histórias o mistério é quem dita o ritmo.

Nesse livro o autor trabalha novamente com um tema bem interessante, os sonhos e isso é algo que está presente no conto "Os sonhos na casa das bruxas". Para falar a verdade, Lovecraft trabalha bastante essa temática em seus contos, é algo recorrente e sempre me surpreendo com a sua capacidade de criar contos que envolvam os sonhos, mas contos esses que são bem loucos e sinistros.

Em suma, falar de Lovecraft é algo prazeroso, pois é um autor que gosto muito e fui de fato descobrir quando tinha a Saga Literária. Nesses anos eu li e reli diversos contos dele e mesmo assim ainda sou surpreendido por ele, ainda assim eu fico fascinado com a sua escrita. Eu recomendo Narrativas de Horror para todos aquele que desejam conhecer o trabalho de Lovecraft, as suas histórias de horror e mistério. Esse livro é uma bela porta de adentrada para conhecer Lovecraft.


Sobre o autor: Howard Phillips Lovecraft, ou simplesmente H. P. Lovecraft, foi um dos maiores expoentes do terror, sobretudo no chamado horror cósmico. Nasceu em Providence, Rhode Island, norte dos Estados Unidos, em 1890. Faleceu em 1937, deixando um legado de prosa, poesia e vasta produção não ficcional. Uma de suas obras mais famosas é “O chamado de Cthulhu”, conto que o eternizou na memória de milhares de leitores.22

Ficha técnica:
Título:
Narrativas de Horror
Autor: H. P. Lovecraft
Tradução: Bárbara Lima, Fátima Pinho e Marsely de Marco
Editora: Pandorga
Páginas: 208
Ano: 2021
ISBN: 9786555791396
Onde Comprar: Amazon - Pandorga

Postar um comentário

0 Comentários