[RESENHA #925] 33 ESTRATÉGIAS DE GUERRA: APRENDA COM AS BATALHAS DA HISTÓRIA E VENÇA OS DESAFIOS COTIDIANOS - ROBERT GREENE


Sinopse: Nesta obra, o autor Greene passeia por diferentes épocas históricas ao comparar táticas militares com posicionamentos políticos, como as do filósofo grego Xenofonte e os da ex-primeira-ministra britânica Margareth Thatcher. As 33 estratégias propostas estão divididas em cinco partes, cada uma abordando um tipo de guerra - autodirigida, organizacional, defensiva, ofensiva e suja (não convencional) - em páginas com diversas citações de filósofos, literatos, pensadores, políticos e artistas.

Resenha/Opinião: Robert Greene é um autor que eu descobri por acaso nesse ano de 2022 ao assistir vídeos sobre planejamento, desenvolvimento pessoal e motivacional, mas para a minha surpresa ele é um autor que está no catálogo da Rocco, editora que possuo uma relação de parceria e também admiração pela diversidade do catálogo. Após tal descoberta eu não pensei duas vezes em solicitar 33 Estratégias de Guerra, livro esse que recebeu uma nova edição (em capa dura) nesse ano de 2022.


33 Estratégias de guerra é dividido em cinco partes (Guerra autodirigida, Guerra organizacional, Guerra defensiva, Guerra ofensiva e Guerra (Suja) não convenciona) e em cada uma delas 
Robert Greene faz uso de passagens históricas e personagens históricos, principalmente aspectos históricos militares e os transforma em uma metáfora apropriada para a vida no mundo moderno ou chamado mundo civilizado, pois Greene sintetizou as principais estratégias que foram utilizadas no passado para utilizarmos em situações conflituosas ou de "guerra". Essas estratégias foram adaptadas e melhoradas para utilizarmos na vida pessoal ou profissional, pois nos dias atuais o homem batalha constantemente em diversos aspectos na vida familiar ou em sociedade, mas também em seu trabalho.


Na primeira parte concentra no ser humano, no controle de nossas ações e de nossas responsabilidades, no fato dominar a si mesmo diante dos obstáculos que a vida apresenta, mas também para não sermos vítimas de nós mesmos. A segunda parte fala sobre como devemos com a vida profissional, em especial com o trabalho nos dias de hoje, pois com o passar do tempo somos mais e mais exigidos, a pressão por resultados é cada vez maior, mas também conhecemos de certa forma a visão daqueles que detém o poder, como eles pensam e usam o seu poder e conhecimento para lidar com a classe trabalhadora.

Já na terceira parte do livro, Robert Greene fala sobre a Guerra defensiva, explicando e compartilhando estratégias para impedir que agressores nos ataque, demonstrando que devemos atacar primeiro, fala sobre a importância de construir uma reputação e o quanto ela é essencial em nossas vidas.


Ao longo da leitura percebemos que tais ensinamentos vão além dos ensinamentos para a vida familiar ou profissional, pois o autor nos dá um aviso claro para ser utilizado no campo da política ao deixar claro que não devemos ser enganados pelas ideias do politicamente correto e pelos valores democráticos promovidos pelo mundo atual, tendo em vista que na política não há nada além da natureza humana, ou seja, a política é o reflexo dos desejos de muitos políticos que são socialmente aceitos por determinados grupos.

Greene deixa claro que o mundo civilizado é dúbio, pois está sujeito a diferentes interpretações e por isso devemos primeiramente entender a nossa natureza como homens, aceitar a nossa natureza e lidar com elas de maneiras estratégicas para nos posicionarmos diante desse mundo que apresenta ideias tão distintas. Em suma, esse é um livro incrível, altamente reflexivo e repleto de ensinamentos que servem para a vida pessoal e profissional.


Sobre o autor: Robert Greene nasceu em Los Angeles. É formado em estudos clássicos. Foi editor da Esquire, entre outras revistas, e é dramaturgo. Mora em Los Angeles e trabalhou como roteirista em Hollywood. Em 1995, esteve envolvido na criação da escola de arte Fabrica, em Veneza, na Itália. Lá, conheceu o famoso designer Joost Elffers e discutiu com ele a idéia de um livro sobre poder e manipulação, uma espécie de versão moderna de O príncipe, de Maquiavel. Os dois se tornaram parceiros e deram à luz ao livro As 48 leis do poder, bestseller que a Rocco lançou no Brasil e que tornou Greene mundialmente conhecido.

Ficha técnica:
Título:
33 Estratégias de guerra: Aprenda com as batalhas da história e vença os desafios cotidianos
Autor: Robert Greene
Tradução: Thalita M. Rodrigues
Editora: Rocco
Páginas: 560
Ano: 2022
ISBN: 9786555322057
Onde comprar: Amazon - Rocco

Postar um comentário

0 Comentários