[RESENHA #921] ENTREVISTA COM VAMPIRO - ANNE RICE


Sinopse: Uma história que começa com a ousadia de um jovem repórter ao entrevistar Louis de Pointe du Lac nascido em 1766 e transformado em vampiro pelo próprio Lestat figura apaixonante que terminará ao longo da série arrebatando multidões como cantor de rock.´― Quer dizer que ele sugou o seu sangue? – perguntou o rapaz.― Sim o vampiro sorriu. É assim que se faz.´Louis esse vampiro que se recusa a livrar-se das características humanas e aceitar a crueldade e a frieza que marcam os vampiros continua a contar a história desde o início:´― Escute mantenha os olhos abertos – murmurou Lestat com os lábios encostados em meu pescoço.― Lembro-me que o movimento de seus lábios arrepiou todos os cabelos de meu corpo enviando uma corrente de sensações através de meu corpo que não me pareceu muito diferente do prazer da paixão...´É um mundo de uma fantasia impressionante um mundo gótico romântico esse criado por Anne Rice e traduzido por Clarice Lispector. O texto da autora americana não poderia ter melhor intérprete talvez mesmo cúmplice.

Resenha/Opinião: Se há uma adaptação que eu assisti inúmeras vezes e já perdi a conta é justamente "Entrevista com vampiro", um filme que assisti desde os anos 90 até a presente década. Sim, esse é um filme que não canso de assistir e ainda me fascina. Contudo, até o ano de 2022 eu não havia lido esse livro que hoje é considerado um clássico do horror gótico, mas felizmente eu preenchi essa lacuna. Entrevista com vampiro foi publicado originalmente em 1976 e é o primeiro volume das crônicas vampirescas. Em 2020 esse clássico ganhou uma nova e belíssima edição em capa dura pela Editora Rocco. Mas chega de conversa e vamos ao que interessa, não é?

Anne Rice nos apresenta Louis de Point du Lac, um homem que leva a vida de forma desregrada, um homem que procura encrenca aos quatros quantos para que alguém possa, finalmente, dar um cabo à sua vida e um merecido descanso a sua alma. Contudo, a sua vida não era apenas de tristeza, solidão e desgraças, pois Louis era um proprietário de terras, tinha dinheiro em sobra, cuidava da sua mãe e irmãos, ele era feliz. Todavia, o destino quis uma vida diferente para ele e repentinamente, Louis perde tudo que tinha algum sentido para a sua vida. Desesperançado e sem coragem para dar cabo a própria vida, Louis noite após noite segue perambulando atrás de alguém que possa lhe ajudar e ele encontra alguém que pode ajudá-lo, mas não da forma que ele esperava.


É nesse momento que ele conhece Lestat, um vampiro sem qualquer pingo de escrúpulos, ética e moral, pois Lestat escolhe as suas vítimas a dedo, ele apenas pega aqueles que de uma forma ou outro lhe traga benefícios, ainda que seja algo breve como saciar a sua infinita sede por sangue, mas com Louis, Lestat tinha um plano claro: apossar de sua propriedade e riquezas. Contudo, Louis não demora para perceber que a vida de um "não-vivo" é algo mais penoso do que ser açoitado pela vida. Para piorar toda a situação, Louis ainda precisava conviver com Lestat em sua propriedade.

A relação com Lestat oscilava, era uma relação de amor e ódio, só que o ódio quase sempre prevalecia e o seu hóspede indesejado nunca saia de sua casa. Os empregados e escravos de Louis começaram a notar que coisas estranhas estavam acontecendo na casa do patrão e aquele estranho homem que entrou na vida de Louis era o responsável por tais mudanças. A situação de Louis piora quando o seu hóspede sedento realiza um ataque na fazenda e ambos precisam fugir para a cidade de Nova Orleans.

Não demora muito para Lesta aprontar das suas e o inaceitável ocorre, ele ataca uma garotinha, a transforma em vampira e a leva para morar com eles. Cláudia é a vítima de Lestat, mas não demora muito para ela se afeiçoar aos vampiros e por muitos anos eles moram juntos. Lestat logo percebe o instinto de Cláudia, ela é mais vampira que Louis e sente prazer em cada gota de sangue que tira de suas vítimas. Porém, com o passar do tempo uma profunda insatisfação de instala na garota, pois ela sabe que vai estar presa em um corpo de criança para todo o sempre. Por outro lado, Louis vai ficando cada vez mais infeliz e isso desperta a raiva em Lestat. Com personalidades tão distintas, Cláudia elabora um plano que vai mudar totalmente a vida deles e moldar um novo futuro.

Entrevista com vampiro é contado sobre a ótica de Louis, pois após vários séculos guardando segredos ele precisou compartilhar os seus segredos e isso é algo bem interessante, pois podemos conhecer toda a infelicidade que ele vive, mas também toda a sua experiência com a morte. Louis é um personagem complexo, humano, repleto de sentimentos, ele demonstra ter valores éticos e morais e a sua nova vida o incomoda profundamente, mas ele simplesmente não tem coragem de ceifar a própria vida, ele não consegue sair de uma vida de sofrimento, tristeza, solidão e infelicidade.


Quero ressaltar a escrita da Anne Rice, é simplesmente magnífica, fluida, poética e envolvente, além disso nos demonstra uma visão ímpar do mundo vampírico, um mundo que em certa medida pode ser passional, pode amar, sofrer, ou seja, ter consciência enquanto é uma criatura das trevas. Outros aspecto interessante no enredo são embates de cunho filosóficos, algo que serve para sofisticar essa história de "horror", pois ao meu ver é mais um drama que suscita questionamentos sobre a vida e a morte, sobre amor e ódio.

Lesta é um personagem fascinante e retrata bem ao meu ver a figura do vampiro, pois ele é violento, sedente por sangue, manipulador, inteligente e sensual, aliás, o erotismo está presente no enredo, mas de uma forma diferente, pois os seus corpos estão mortos. Durante a leitura conhecemos outros vampiros e quais regras eles seguem, quais são os seus modos de agir e pensar, aliás, conhecemos vampiros e regiões do continente europeu. Em suma, é uma leitura incrível e recomendo para todos que desejam conhecer um universo vampiresco em que o amor está presente.


Sobre a autora: Sombrios, crueis, bebedores de sangue: os vampiros habitam o imaginário popular, conjugando fascínio e temor. Famoso por torturar seus inimigos no século XV, o príncipe da Valáquia (na Romênia) Vlad III, o Empalador, teria sido a inspiração para o personagem-título de Drácula, de Bram Stoker. O romance, de 1897, consolidou a lenda e gerou a base da moderna ficção vampiresca.

Ficha técnica:
Título: Entrevista com vampiro
Autora: Anne Rice
Tradução: Clarice Lispector
Editora: Rocco
Páginas: 320
Ano: 2020
ISBN: 9788532531834
Onde Comprar: Amazon - Rocco

Postar um comentário

0 Comentários