[RESENHA #931] TERRAPRETA - RITA CARELLI


Sinopse: Após um acontecimento inesperado na família, uma adolescente tem sua rotina alterada da noite para o dia e deixa a vida de estudante num colégio de classe média em São Paulo para morar numa aldeia indígena do Alto Xingu. É lá que seu pai, um dedicado arqueólogo, procura pistas que comprovem a ocupação humana milenar da região. Mas para Ana não são tanto os milênios decorridos que interessam e sim o cotidiano da aldeia, com seus mistérios, seus ritos e seus códigos desconhecidos. Articulando os tempos e os lugares da ação num contraponto entre São Paulo, Xingu e Paris, Terrapreta, romance de estreia de Rita Carelli, conduz o leitor com extrema fineza pelo universo dos afetos, das inteligências e das experiências sensíveis de uma comunidade indígena, no qual cada gesto, cada palavra, cada inquietação estão permeados por uma visão mítica do mundo. É nesse contexto, não isento de conflitos, que Ana entra em contato com seu próprio corpo, seus desejos e seus temores, e realiza — em parte sozinha, em parte com seus companheiros da aldeia e imersa na cosmovisão indígena — uma iniciação que acaba sendo uma poderosa jornada rumo ao amadurecimento.

Resenha/Opinião: Inspirada em histórias das aldeias por onde a autora passou, a obra relata o drama de Ana, uma garota que, após um incidente, se vê forçada a trocar a vida de estudante de classe média em São Paulo por uma aldeia indígena do Alto Xingu, no Mato Grosso. Enquanto ajuda o pai, arqueólogo, em suas pesquisas sobre a ocupação humana milenar na região, Ana acaba entrando em contato com um mundo completamente desconhecido, onde "tem homem que é jacaré, beija-flor que já foi humano, mulher que namorou peixe. Gente que já morreu também participa, e às vezes até volta à vida um pouquinho, e todos dividem os caminhos, os amores, se guiam pelas mesmas estrelas, se banham nos mesmos rios. O passado é presente e o presente, a atualização permanente do que já foi e do que ainda será."

Intercalando entre diferentes tempos e cenários, Rita constrói uma intrincada narrativa na qual vamos imergir na cultura alto-xinguana e conhecer alguns de seus rituais, crenças e costumes. Ao mesmo tempo, vamos acompanhar as descobertas e inquietações de Ana a respeito do próprio corpo e de sua condição enquanto mulher. É um livro poético, bonito e, com capítulos curtos, de rápida leitura, mas não desprovido de levantar importantes debates e reflexões. Assim como a protagonista Ana, o leitor acaba sofrendo do mesmo choque cultural. Dotados de uma cosmovisão e de uma forte conexão com a natureza, os indígenas lidam de forma completamente diferente com o mundo ao redor e assuntos mais corriqueiros, como o amadurecimento, o matrimônio e a morte, ganham novos significados. Ao longo da leitura, me peguei diversas vezes refletindo o quanto nos afastamos do eu interior e o preço que pagamos pelo chamado "progresso".

"Terrapreta" é uma poderosa narrativa que nos obriga a lançar um olhar para dentro de nós mesmos e repensarmos nosso modo de vida. Além disso, a obra chama atenção e deixa um importante alerta sobre a preservação das terras indígenas, que, mais do que nunca, agonizam com o avanço de garimpeiros e madeireiros. Eu sei, dizer que uma leitura é necessária pode parecer clichê, mas não há melhor forma de descrever esse livro. Apenas leia!


Sobre a autora: Escritora, atriz, diretora de cinema e de teatro e ilustradora, Rita Carelli nasceu em São Paulo em 1984. Estudou letras na Universidade Federal de Pernambuco e teatro na Escola Internacional de Teatro Jacques Lecoq, em Paris. É colaboradora da ONG Vídeo nas Aldeias, com a qual realizou a coleção de livros-filmes para crianças Um dia na aldeia (2018). É também autora dos livros A história de Akykysiã, o dono da caça e Minha família Enauenê (2018), que foram contemplados com o selo internacional “White Ravens”, da Biblioteca de Munique, e o de “Altamente Recomendável” da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Ficha técnica:
Título:
 Terrapreta
Autor: Rita Carelli
Editora: 34
Páginas: 240
Ano: 2021
ISBN:
 9786555250718
Onde comprar: 34 - Amazon

Postar um comentário

0 Comentários