[RESENHA #941] METAL HEART: A HISTÓRIA DO ACCEPT - MARTIN POPOFF


Sinopse: O Accept se apresentou ao mundo em 1979, com o autointitulado disco de estreia. Os riffs certeiros, a cozinha eficiente e os característicos vocais esganiçados de Udo Dirkschneider foram conquistando o público no decorrer dos anos, rendendo alguns dos maiores clássicos do heavy metal até os dias atuais. A saída do vocalista antes do controverso Eat the Heat foi chocante para os fãs, no entanto, eles retomaram a parceria no começo dos anos 1990, gravando mais três discos de estúdio, antes de pendurarem as chuteiras. Em 2005, uma breve e conturbada turnê de reunião com Udo parecia indicar o fim definitivo do grupo alemão. Entretanto, ao encontrar Mark Tornillo e sua voz áspera, o Accept viu uma luz no fim do túnel. Eles se reuniram e entregaram ao mundo o excelente Blood of the Nations (2010). O Accept é sinônimo de integridade musical. Seja se adequando na busca por uma identidade em seus primeiros registros, passando pelos clássicos inquestionáveis como Balls to The Wall, Restless and Wild e Metal Heart, seja com os trabalhos atuais, com Mark Tornillo, o grupo sempre entregou o mais puro heavy metal, e não mostra sinais de que pretende mudar a fórmula. Neste livro do veterano jornalista e escritor Martin Popoff, essa jornada é traçada com uma pesquisa aprofundada e análises das faixas mais importantes da discografia da banda.

Resenha/Opinião: Formada em meados dos anos 70, na Alemanha Ocidental, Accept é uma influente banda de heavy metal. Seu som característico, marcado por guitarras gêmeas, riffs pesados, vocais rasgados, temas militares e elementos de música clássica, foi precursor do speed metal e influenciou toda uma geração de bandas de thrash e power metal. Nos anos 80, com o emblemático Udo Dirkschneider no papel de frontman, a banda lançou clássicos como "Restless and Wild", "Balls to the Wall" e "Metal Heart". Infelizmente, o racha na formação cobrou o seu preço e o Accept nunca chegou a gozar de grande sucesso comercial, apesar da grande influência exercida no heavy metal europeu. Após mais de uma década inativa e quanto ninguém mais esperava, a banda ressurgiu das cinzas com o novo vocalista, Mark Tornillo, e permanece na ativa até hoje, sob o comando do guitarrista Wolf Hoffmann, entregando álbuns vigorosos e que fazem jus ao legado do Accept.


Nascida em um país que ainda começava a despertar para o rock, era de se esperar que o início do Accept fosse um tanto nebuloso e que pouco material sobre a banda, além de suas músicas, estivesse disponível no mercado até então. Nesse ponto, o livro de Martin Popoff chega para preencher um vazio. Crítico musical, o autor canadense já escreveu inúmeros livros e resenhas de álbuns, contribuiu com revistas e sites especializados, e também trabalhou em diversos documentários. Além de tudo isso, ele é também, claro, um fervoroso fã do Accept. Logo, ninguém melhor para executar a difícil tarefa de documentar a trajetória da banda.


Dividido em dez capítulos, o livro investiga a fundo os bastidores de gravação de cada álbum e da turnê subsequente, com grande ênfase na fase áurea da banda. Os primórdios do Accept, as influências e inspirações por trás das canções, a "cena" do rock alemão e a árdua batalha por um lugar ao sol até finalmente encontrar o seu próprio som, tudo isso é relatado aqui. A biografia também explora a relação com outras bandas: a turnê com KISS, Ozzy, Iron Maiden, a apresentação no Monsters of Rock '84 e o desafio de sair da "sombra" do Scorpions. O lado mais feio do Accept não fica de fora: as polêmicas em torno da banda, as idas e vindas na formação e as trocas de farpas não são aliviadas. O livro fecha com um compilado de declarações de fãs ao redor do mundo. É uma leitura divertida e um verdadeiro deleite para quem, assim como eu, é fã da banda.


Quanto a edição da Estética Torta, resta dizer que é primorosa. Com tradução de Kenia Cordeiro e Clovis Roman, o livro está recheado de fotos do acervo pessoal do autor e que ajudam a ilustrar a história do Accept. O acabamento de luxo conta com capa dura e corte trilateral. Tudo para que o fã de Accept tenha a melhor e mais completa experiência possível.




Sobre o autor: Chamado de “máquina de escrever do rock/metal”, Martin Popoff é autor de muitos livros já lançados no Brasil, incluindo: Black Sabbath: Destruição Desencadeada, 2 Minutes To Midnight: Atlas Ilustrado Do Iron Maiden, Whitesnake: A Fantástica Jornada de David Coverdale e Where Eagles Dare: Iron Maiden: Iron Maiden nos anos 80.

Ficha técnica:
Título:
 Metal Heart: A Historia do Accept
Autor: Martin Popoff
Tradução: Kenia Cordeiro e Clovis Roman
Editora: Estética Torta
Páginas: 360
Ano: 2021
ISBN:
 9786589087168
Onde comprar: Amazon - Estética Torta

Postar um comentário

0 Comentários